Honda encerrará vendas de veículos novos movidos apenas a gasolina até 2040

A Honda é a primeira montadora japonesa a estabelecer tal meta em resposta à tendência global de descarbonização.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Honda não vai mais vender carros movidos apenas a gasolina até 2040 (banco de imagens)

A Honda disse na sexta-feira (23) que encerrará no mundo até 2040 as vendas de veículos novos movidos apenas a gasolina, a primeira montadora japonesa a estabelecer tal meta em resposta à tendência global de descarbonização.

Publicidade

A montadora planeja aumentar gradualmente a proporção de veículos elétricos (EVs) e movidos a célula de combustível em suas vendas totais em grandes mercados como Japão, EUA, Europa e China, visando por 40% em 2030 e 80% em 2035.

Só no Japão, a Honda aumentará a proporção para 20% em 2030 quando também visa tornar completamente elétricos seus carros novos, incluindo os híbridos.

A Honda, que atualmente vende somente um modelo de carro elétrico, o compacto Honda e, disse que lançará um veículo leve (kei jidosha) do tipo em 2024.

Na América do Norte no mesmo ano, a montadora planeja lançar dois modelos elétricos desenvolvidos em conjunto com a General Motors. Na China, enquanto isso, ela visa lançar 10 modelos EVs dentro dos próximos 5 anos.

A Honda também promoverá o desenvolvimento de baterias avançadas para EVs a fim de estender a distância de viagem com uma única carga.

A medida ocorre quando o governo japonês está visando proibir as vendas de carros novos movidos apenas a gasolina até 2035, em um esforço para atingir sua meta de reduzir as emissões de dióxido de carbono para zero até 2050.

Fonte: News and Culture

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Estado de emergência pela terceira vez

Publicado em 23 de abril de 2021, em Sociedade

O Japão terá 4 províncias em estado de emergência por 17 dias, bem no feriado prolongado, quando escolas e empresas estarão fechadas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem do CDC via Health Mil.

Pouco antes das 19h de sexta-feira (23) o Primeiro-Ministro do Japão, Yoshihide Suga, emitiu a declaração do estado de emergência, com transmissão direta da sede de contramedidas à disseminação do novo coronavírus.

Publicidade

As províncias alvo são Tóquio, Osaka, Hyogo e Quioto.

O período é de 17 dias, a partir de domingo (25) a 11 de maio, podendo ser estendido ou cancelado antes.

Nessa tarde, Suga já tinha se expressado dizendo “sinto muito”, pela terceira declaração de estado de emergência. Justificou que quando cancelou o segundo ainda não havia disseminação das variantes do coronavírus. “Desta vez, as cepas mutantes são um dos principais pontos focais”, reforçou.

“Uma vez que terá um impacto muito grande na vida das pessoas, planejamos essas medidas para interromper a grande concentração das pessoas em curto prazo, no período do feriado da Golden Week”, disse ele.

Medidas para as empresas e a população

Yoshihide Suga em transmissão ao vivo (NHK)

  • Solicitar o fechamento temporário dos estabelecimentos que servem bebidas alcoólicas e oferecem karaokê, com valor diário de cooperação que varia entre 40 a 200 mil ienes, dependendo do porte 
  • As demais, que não servem bebida alcoólica, deverão encerrar o expediente às 20h
  • Instalações comerciais com mais de mil metros quadrados são convidadas a fechar as portas temporariamente, exceto as que oferecem produtos de necessidade diária. Receberão verba de cooperação
  • Solicitação às empresas para aumentar o home office dos funcionários
  • Solicitação às empresas de transporte, como as de trem e de ônibus, que cooperem rebaixando o último horário das linhas durante a semana, reduzindo horários nos finais de semana e feriados. Procurar realizar medições de temperatura nos principais terminais 
  • Os eventos com público deverão ser cancelados, valendo para os dos jogos da J-League e beisebol, exceto aqueles com transmissão online, por exemplo 
  • Abstenção de beber nas ruas ou em parques em grupos de amigos, além de evitar frequentar os locais que não estão cumprindo essas medidas 
  • O pedido para o povo é de se abster de sair de casa sem necessidade ou urgência, bem como de se deslocar para fora da província

Às 20h o Primeiro-Ministro falará novamente para explicar sobre essas medidas, com a forte intenção de frear a expansão da infecção nesta epidemia. 

Poderá ser estendido e províncias sob as medidas especiais

O presidente do subcomitê do governo, Shigeru Omi, disse que é importante que essas 4 províncias, atualmente no estágio IV, baixem até III. Caso contrário, esse prazo poderá ser estendido

Vale lembrar que além dessas 4 províncias, outras estão a um passo do estado de emergência, sob as Medidas Prioritárias para Prevenção da Propagação. São Aichi, Kanagawa, Chiba, Saitama, Miyagi, Okinawa e a última a ser incluída foi Ehime, com medidas restritivas também.

Em vermelho as em estado de emergência e em amarelo as sob as medidas preventivas (NHK)

Fontes: NHK e  Sankei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência