Clusters de infecção em creches e aumento da infecção em crianças e adolescentes

Publicado em 25 de agosto de 2021, em Sociedade

Segundo um médico entrevistado, isso pode ser evitado com a vacinação dos pais e também evitando sair desnecessariamente.

Imagem ilustrativa de creche (Ryukyu Shimpo)

Na quinta onda de disseminação do novo coronavírus, o número de infectados com menos de 20 anos está aumentando. Parece ser o efeito da cepa Delta altamente infecciosa. 

Publicidade

Especialmente em creches, os clusters estão ocorrendo um após o outro, e o número de unidades que estão temporariamente fechadas é quatro vezes maior do que há um mês. À medida que aumenta o número de famílias de cujo casal trabalha, o fechamento das creches provavelmente afeta as atividades corporativas.

Na quarta-feira há informação de que em Naha (Okinawa), mais uma creche está fechada por causa do cluster, com 2 professores e 3 crianças testados positivo. E também na província de Hiroshima, foi constatado mais cluster em creche.

70% das infecções ocorrem dentro do lar

De acordo com o MHLW-Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, o número de novos infectados com menos de 20 anos foi de 22.175 em uma semana, do dia 11 ao dia 17. Desses, 7.441 são menores de 10 anos e 14.734 são adolescentes. 

Em Tóquio, onde a disseminação da infecção está progredindo, o número de pessoas infectadas com menos de 20 anos ultrapassou 100 todos os dias desde meados de julho, e atingiu um recorde de 904 em 21 de agosto. A proporção de pessoas infectadas recentemente também aumentou de 11% em 1.º de julho para 17% em 23 de agosto.

De acordo com uma pesquisa do grupo de pesquisa do ministério, 70% das rotas de infecção das pessoas com menos de 20 anos testadas positivo para o novo coronavírus são em casa, sendo que a metade delas é considerada através do pai.

Vacina Pfizer-BioNTech (Wikimedia)

No entanto, também é apontado que a quinta onda pode ter rotas de infecção diversificadas. O professor associado Tomohiro Katsuta, da Escola de Medicina da Universidade Saint Marianna, em Kawasaki, disse: “Embora não haja mudança no número de infecções domésticas, também há infecções em creches e escolas. Todos devem ter cuidado com a infecção das crianças”.  

Crianças hospitalizadas com os pais testados positivo

De acordo com o dr. Hiroho Horikoshi, diretor do Departamento de Doenças Infecciosas do Centro Médico Infantil Metropolitano de Tóquio, em Fuchu, Tóquio, o número de crianças hospitalizadas com Covid-19 passou da ordem de um dígito em abril e maio, mas desde junho 10 a 20 leitos continuam a ser preenchidos. 

A maioria é assintomática ou tem sintomas leves, mas é hospitalizada devido a circunstâncias familiares, por causa dos pais com Covid-19, internados. Os sintomas incluem febre, tosse, vômito e diarreia e, em casos raros, pode ser necessária administração intravenosa para hidratação, administração de oxigênio ou respirador por causa da pneumonia.

Pais devem se vacinar o mais rápido possível

A disseminação da infecção na geração dos pais também é notável. Das pessoas recentemente infectadas em todo o país na semana de 11 a 17, 60% são da faixa dos 20 a 40 anos.

O professor associado Katsuta disse: “Crianças com menos de 12 anos não podem ser vacinadas, então gostaria que os pais se vacinassem para prevenir a infecção. Além disso, há casos em que toda a família é infectada por causa da ação dos adultos. Então, por favor, evite sair desnecessariamente“.

Fontes: Sanyo Shimbun, Ryukyu Shimpo e Mainichi

Palavras-chave neste artigo

Vamos Comentar?

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken