Polêmico festival em Aichi: desculpas dos artistas e organização

Publicado em 31 de agosto de 2021, em Sociedade

O festival de hip hop continua gerando críticas severas, por isso, artistas e organização pedem desculpas. Governador se irritou e também foi criticado.

Neste Artigo:
&nbspPolêmico festival em Aichi: desculpas dos artistas e organização
Imagem do festival feita pelo helicóptero da CBC TV

O festival de hip hop Nami Monogatari 2021, realizado ao ar livre na instalação Aichi Sky Expo, em Tokoname (Aichi), no sábado e domingo (29), continua dando o que falar. Sobrou até para o governador da província, Hideaki Omura, severamente criticado por um jornalista.

Publicidade

Depois dos duros comentários nas redes sociais, um artista após o outro começou a pedir desculpas em seus posts por ter participado de um festival, no qual o público de 8 mil pessoas se aglomerou quando o máximo era 5 mil, maioria não usou máscara, gritavam junto com os seus ídolos e ainda ingeriram bebidas alcoólicas, em pleno estado de emergência, com disseminação explosiva do novo coronavírus.

&nbspPolêmico festival em Aichi: desculpas dos artistas e organização
Flagrante do público ingerindo bebidas alcoólicas (CBC TV)

Pelas placas dos carros estacionados foi possível conferir que o público veio de várias províncias, desde Kansai a Kanto, para assistir aos famosos desse meio hip hop.

Um dos primeiros a se desculpar foi o famoso rapper Zeebra, dizendo que “em primeiro lugar, não deveria ter participado”. Outros foram o AK-69 e um da dupla Creepy Nuts. Um fã de hip hop comentou que “acho cafona ter que pedir desculpas depois, poderiam não ter participado”.

Poder público pede proibição de álcool mas a organização serviu

Segundo a prefeitura e o governo de Aichi, por 4 vezes, foi feita solicitação à empresa organizadora para não servir bebidas alcoólicas, antes do evento. No entanto, a resposta teria sido “iremos considerar”. 

Por outro lado, a organização se desculpou por escrito no site: “Lamentamos profundamente que a falta de reconhecimento tenha causado grande preocupação a todos no país”. Justificou: “O estado de emergência foi declarado pouco antes do evento, e era fisicamente impossível cancelá-lo ou adiá-lo”. Por isso, admitiu ter servido dois copos de bebida para o público, da quantidade que não conseguiu cancelar com o fornecedor antes do evento.

“Ainda não consegui entrar em contato com essa empresa. Um documento explicando o pedido de desculpas e as circunstâncias foi distribuído unilateralmente. Os fatos também estão distorcidos aqui”, disse o governador mostrando sua irritação.

&nbspPolêmico festival em Aichi: desculpas dos artistas e organização
Aichi Sky Expo, ao lado do Centrair, de gestão pública (Nagoya TV)

Também informou que enviou uma carta de protesto à empresa, dizendo que não emprestará o local de propriedade pública para esse evento no futuro.  

Omura foi questionado por um jornalista que postou seu comentário em uma mídia sobre o “motivo de não ter suspendido o evento, pois é fácil pedir desculpas depois que a situação fica feia”. 

Consequências

Na terça-feira (31) a prefeitura da cidade de Nagoia informou que distribuirá kits para teste PCR para quem foi assistir ao evento, já que foram vistas milhares de pessoas sem máscara. A partir de quarta-feira (1.º) dará início e pede a colaboração dessas pessoas para que façam o teste.

Por influência desse polêmico festival de hip hop, o grupo Bad Hop que faria a final do tour em Yokohama, por dois dias, em setembro, suspendeu os shows.

Fontes: Chunichi Sports, FNMNL, CBC TV, Nagoya TV, Sponichi, Sports Hochi, CTV, NNN, Sanspo, Post Seven e JNN


Vamos comentar?


.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão