Exportações do Japão aumentam acima do nível antes da pandemia

O aumento indica que as exportações estão se recuperando dos efeitos do coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Contêineres no Porto de Tóquio (banco de imagens)

As exportações do Japão cresceram em agosto, marcando o 6º mês de aumentos ano a ano. Contudo, o país registrou um déficit comercial pela 1ª vez em 3 meses.

O Ministério das Finanças disse na quinta-feira (16) que as exportações situaram-se a ¥6,6 trilhões, ou cerca de US$60 bilhões, no mês passado, representando alta de 26,2% em comparação ao ano anterior.

O aumento indica que as exportações estão se recuperando dos efeitos do coronavírus. O número foi até 7,6% maior comparado a agosto de 2019, antes da pandemia.

O crescimento se deve amplamente a um aumento nas exportações de produtos de aço para a Europa e autopeças com destino aos EUA.

Contudo, há sinais de alerta mostrando que a indústria geral de automóveis poderia ser em breve atingida duramente pela pandemia. A propagação do vírus no Sudeste Asiático levou muitas fábricas a fecharem, reduzindo a produção.

Os efeitos já eram aparentes no mês passado, quando as exportações de automóveis do Japão para os EUA diminuíram pela primeira vez em 6 meses.

Enquanto isso, as importações aumentaram 44,7% em comparação ao ano anterior para cerca de US$66 bilhões, marcando o 7º mês consecutivo de aumentos. Um grande fator é um aumento nos preços do petróleo bruto.

No geral, a balança comercial do Japão registrou um déficit de US$5,8 bilhões.

Fonte: NHK

 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Pesquisadores estudarão se vacinas contra Covid-19 afetam os ciclos menstruais

Publicado em 16 de setembro de 2021, em Notícias do Mundo

Mudanças descritas por mulheres vacinadas incluíram ciclos irregulares, cólicas e sangramento pesado.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mulheres inoculadas contra coronavírus relatam mudanças em seus ciclos menstruais (ilustrativa/banco de imagens)

Algumas jovens e mulheres vacinadas reportaram mudanças em seus ciclos menstruais, embora nenhum estudo formal tenha examinado a questão.

No início deste ano, quando as vacinas contra Covid-19 se tornaram mais amplamente disponíveis, algumas mulheres e jovens foram à mídia social para descrever mudanças em seus períodos menstruais após receberem as doses, incluindo ciclos irregulares, cólicas e sangramento pesado.

Algumas mulheres na menopausa compartilharam histórias sobre a volta de suas menstruações pela primeira vez em anos. Muitas se perguntaram se as vacinas podiam ser a razão.

Agora, pesquisadores em 5 instituições apoiados por fundos dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA conduzirão estudos de 1 ano para examinar quaisquer possíveis conexões entre a vacinação e menstruação irregular, e para ajudar a aliviar preocupações que possam evitar que as mulheres recebam suas doses.

A evidência em torno de ciclos anormais é puramente informal. Não há ligação conhecida entre vacinação e mudanças na menstruação, e especialistas de saúde pública reiteram que os imunizantes são seguros, eficazes e necessários para dar fim à pandemia.

A pesquisa será realizada por equipes na Universidade de Boston, Escola Médica de Harvard, Universidade Johns Hopkins, Universidade do Estado de Michigan e Universidade de Ciência e Saúde de Óregon.

A saúde menstrual pode ser um reflexo da condição geral da mulher, dizem médicos. Mas eles apontam que vários fatores podem afetar temporariamente o ciclo de uma mulher, incluindo estresse, doença ou mudanças no estilo de vida. A menstruação, incluindo duração e fluxo, também varia amplamente de mulher para mulher.

A menstruação das mulheres mais afetadas retornou ao normal após um ciclo. Os problemas foram ligados às vacinas da Pfizer, AstraZeneca de Moderna.

Fonte: The Guardian, Daily Mail

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades