Peruano que seria deportado obtém autorização de permanência para se tratar do câncer

Publicado em 14 de setembro de 2021, em Sociedade

O nikkei peruano recebeu ordem de deportação em 2017, mas descobriu câncer durante sua liberdade provisória. Vai poder se tratar no Japão.

&nbspPeruano que seria deportado obtém autorização de permanência para se tratar do câncer
Em frente à Imigração depois de recuperar o Zairyu Card (Asahi)

O nikkei peruano ブルゴス・フジイ, 48, recebeu ordem de deportação em 2017 e esteve enclausurado nas dependências do Escritório de Imigração de Osaka. 

Publicidade

Mas obteve sua liberdade provisória (仮放免, lê-se karihomen) e durante esse período soube do câncer, em agosto. Os advogados entraram com solicitação de permanência para que possa fazer o tratamento.

Na segunda-feira (13) o MOJ-Ministério da Justiça lhe concedeu um prazo de permanência especial, de 1 ano, segundo os advogados. Assim, ele poderá se inscrever no Seguro Nacional de Saúde (Kokumin Kenko Hoken) para se submeter ao tratamento do câncer de pâncreas no estágio II. 

Ele se internará em um hospital na província de Nara, para a cirurgia. Até então não fez o tratamento necessário por não ter visto de residente e não podia pagar elevadas despesas médicas sem o seguro de saúde. 

Essa autorização especial só é concedida pelo MOJ em circunstâncias individuais, como a família que vive junto, analisadas caso a caso. A aplicação do peruano foi há 3 semanas.

Ele esteve na Imigração de Osaka para recuperar o Zairyu Card, quando agradeceu a todas as pessoas que o apoiaram para conseguir permanecer.

Fontes: Asahi e Mainichi

Neste Artigo:

Vamos comentar?


.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão