Tufão Mindulle: tempestade em parte de Tokai e Kanto

O 16.º tufão mudou levemente o curso ao norte, mas como é grande e classificado como muito forte, deverá causar tempestade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Curso estimado do tufão de número 16 (Tenki)

O grande e muito forte tufão Mindulle está sobre o Oceano Pacífico, ao sul do Japão, na quarta-feira (29), com pressão atmosférica central de 935hPa, se movendo a 15km/h, com área de tempestade imensa, de 650km a leste e 560km a oeste. 

Publicidade

Mantendo essa potência, deverá se aproximar das Ilhas Izu na manhã de sexta-feira (1.º), causando danos. 

Mas, as regiões Tokai, Kanto-Koshin e Tohoku poderão ter tempestade e chuva, por influência dele. 

Por causa de sua aproximação, na quinta-feira (30) haverá elevação de ondas em Okinawa, com 7 metros; nas Ilhas Ogasawara e Izu de 8m, Kagoshima, Kansai e Tokai de 5m. Portanto, a recomendação é de não se aproximar da costa.

A velocidade máxima dos ventos na sexta-feira deverá ser de:

  • 30 a 40m/s nas ilhas Izu
  • 25 a 29m/s em Tokai e Kanto

A velocidade instantânea máxima do vento esperada é de:

  • 40 a 60m/s nas ilhas Izu,
  • 35 a 45m/s em Tokai e Kanto.

Só para ter uma ideia da velocidade do vento, 25m/s equivalem a 90km/h.

A AMJ-Agência de Meteorologia do Japão recomenda muito cuidado para os residentes nas Ilhas Ogasawara e Izu, além de parte da região Kanto-Koshin.

Até 3 de outubro o tufão Mindulle deverá se transformar em ciclone extratropical.

Fontes: AMJ, Tenki e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Crise de energia na China ameaça mais caos na rede de fornecimento global

Publicado em 29 de setembro de 2021, em Ásia

A escassez de energia na China está forçando fábricas a cortarem produção, ameaçando desacelerar a vasta economia do país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Terminal de contêneires no porto de Tianjin, China (banco de imagens)

Uma crescente escassez no fornecimento de energia na China está causando apagões em residências e forçando fábricas a cortarem produção, ameaçando desacelerar a vasta economia do país e colocar ainda mais pressão sobre redes de fornecimento globais.

Publicidade

Companhias na área industrial central do país foram solicitadas a limitarem seus consumos de energia a fim de reduzir a demanda por tal, divulgou a mídia estatal. E o fornecimento foi cortado em algumas casas e até mesmo deixando pessoas presas em elevadores.

Um corte de energia “inesperado e sem precedentes” atingiu 3 províncias no nordeste do país na segunda-feira (27), de acordo com o jornal estatal Global Times.

O jornal divulgou na terça-feira (28) que o racionamento de energia nas províncias de Heilongjiang, Jilin e Liaoning “resultou em grandes interrupções nas vidas diárias das pessoas e operações de negócios”.

Escassez de energia também afetou a província de Guangdong, um grande centro industrial e de envios.

Autoridades locais disseram na segunda-feira que muitas empresas estão tentando reduzir a demanda ao trabalhar somente 2 ou 3 dias por semana.

A China foi afetada por um corte de energia similar em junho, mas a situação está ficando pior por causa de uma tempestade perfeita.

Suas indústrias estão enfrentando ampla pressão de preços de energia em alta e de Pequim para combater as emissões de gases de efeito estufa.

Empresas globais já se preparam para o impacto

Grandes fornecedoras mundiais estão se preparando para o impacto sobre os negócios já confrontando atrasos causados pela escassez e atrasos nos envios globais.

O racionamento de energia poderia criar novas dores de cabeça para a rede de fornecimento tecnológica, de acordo com Dale Gai, diretor no Counterpoint Research, embora provavelmente não tão severas como a escassez mundial de chips que afetou de tudo, desde a produção de carros a eletrodomésticos.

Interrupções em áreas onde módulos de smartphones são tipicamente montados poderiam levar a alguns atrasos a curto prazo.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades