Gunma tem crescimento no número de trabalhadores estrangeiros


1 de fevereiro de 2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Gunma


Mao de obra brasileira continua imperando em Gunma

O maior crescimento foi dos trabalhadores vindos do Vietnã. Mas o número de empregados brasileiros também aumentou. Veja os dados.

Em outubro de 2017 as delegacias do trabalho fecham suas estatísticas. Em meio à falta de mão  de obra, a província de Gunma bateu recorde no número de trabalhadores estrangeiros. Somam 29.319 no total.

Esse número traduz um crescimento de 17,7%, comemorando aumento também das empresas empregadoras. Subiu 13%, totalizando 3.466 frentes de trabalho.

Os brasileiros continuam imperando como maioria: 6.857 trabalhadores, com aumento de 12% em relação a 2016.

Em segundo lugar vêm os vietnamitas com 4.559, os chineses com 4.426 e filipinos com 4.304. Os trabalhadores peruanos somam 2.570 pessoas.

Ota, Isezaki e Tatebayashi são as cidades que mais têm trabalhadores estrangeiros na província, segundo dados da Delegacia de Trabalho de Gunma. Constatou-se que 45% deles trabalham em indústrias.

Fonte: Delegacia do Trabalho

.
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao
Empregos no Japao