O piloto de Drone Massaiti Andou

Entrevista exclusiva com Massaiti Andou, piloto de drone profissional, confira!!!

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Uma profissão que tem crescido no Japão e no mundo e promete continuar a crescer, piloto de drone, uma das carreiras mais promissoras para 2022. Hoje nosso entrevistado pelo fotógrafo e colunista Clayton Moraes, é o Massaiti Andou, piloto de drone profissional, morador de Kusatsu (Shiga), ele nos conta um pouco desse mundo tecnológico que envolve essa nova profissão, seus perigos, adrenalina e sua regulamentação diante das autoridades japonesas para pilotar aqui no Japão. Borá conferir?

Publicidade

Portal Mie: Conte para os nossos eleitores um pouco da sua vida aqui no Japão, com quantos anos chegou aqui, estudou em escola japonesa, já trabalhou em fábrica?
Massaiti Andou: Eu cheguei no Japão com 10 anos de idade e meus pais logo me colocaram em escola japonesa, me formei e acabei virando tatuador logo em seguida, com 16 anos. Enquanto tatuava a noite, de dia fazia bicos em fabricas onde aprendi a soldar todos os tipos de metal. Meu primeiro drone foi em 2015 no Brasil. Antes disso eram aviões de controle (aeromodelos) e voltando para o Japão resolvi pegar firme nessa ideia de FPV com drones. Foi paixão a primeira vista.

Portal Mie: A paixão pelo drone de alguma forma está substituindo o outro sonho seu que era ser piloto de avião?
Massaiti Andou: Com certeza, voar é uma paixão de infância, especificamente aviões de guerra (Aeronáutica) mas por estar no Japão ou por falta de informação talvez, não tive a oportunidade, então o que restou foi os games. O primeiro game que marcou foi Microsoft Combat Flight Simulator que na verdade nunca conheci outra criança que jogava isso. (Risos).

Portal Mie: Passe um pouquinho para os nossos leitores a sensação de pilotar um drone.
Massaiti Andou: Pilotar um drone de FPV (visão em primeira pessoa) é como estar voando e esquecer que você está ali com um controle na mão. Uma terapia que te faz esquecer de todos os problemas e etc… fazer voar algo que você mesmo montou com dificuldades, pois não é fácil. Precisa saber sobre vários assuntos que envolvem a montagem, eletrônica, configuração do software, soldagem dos fios e placas e muito mais pra tudo dar certo.

Portal Mie: Você já se viu perdido enquanto pilotava?
Massaiti Andou: Várias vezes quando eu me empolgava, principalmente perto de florestas ou lugares que não tinha um ponto de referência, pra você saber voltar ou a achar a sua posição real. Muitas vezes tivemos que buscar o drone no meio do mato. Ou também quando perdia o sinal atrás de algum obstáculo tipo prédios ou árvores. O pior é quando caia nos rios! (Risos).

Portal Mie: Como está a regularização aqui no Japão para quem quer adquirir um drone?
Massaiti Andou: Os drones automáticos (DJI) só precisam do registro que começou no dia 20/6 desse ano de 2022. No meu caso eu precisei tirar a licença de rádio especial nível 3, registro na DIPS (plataforma do sistema de informação de drones e UAS) qualquer aeronave que não tenha piloto a bordo, e também registro de piloto no Ministério da Terra, Infraestrutura, Transporte e Turismo que se chama MLIT no Japão. Resumindo está bem complicado pra quem quer começar nesse ramo.

Portal Mie: Na sua opinião está nascendo uma nova profissão (Piloto de Drone).
Massaiti Andou: Com certeza! Acredito ser algo que pode substituir muitas coisas no futuro próximo, como as máquinas dominando a indústria. Também já existem projetos de entregas de empresas grandes como Amazon, NTT, e outras. Já existem drones sendo usados para resgates, reconhecimento e infelizmente também para guerra né….

Portal Mie: Qual o perigo que um drone além de derrubar um avião pode causar?
Massaiti Andou: O sinal 5.8ghz que o drone emite, pode causar interferência em aeroportos, ETC das rodovias, sistema de rádio em geral tipo: polícia, bombeiro, Exército em Geral e ambulâncias sem falar que um drone com uma bateria de lítio polímero dentro de uma turbina de um helicóptero ou avião causaria explosão na certa. Por causa da interferência foi preciso tirar a habilitação especial de rádio.

Portal Mie: Além de ser piloto de drone, tatuador profissional, tecladista, guitarrista, voa de paraglider e tirou recentemente licença para conduzir embarcações grandes. De onde vem toda essa impressionante inquietude?
Massaiti Andou: Na verdade não foram citadas todas as coisas que eu ainda tenho vontade de fazer, e que estão na lista. Eu acredito muito em Deus que me ajuda a lembrar que tudo é possível nessa vida curta que nós temos. Por que não enxergar o impossível como algo no alcance de suas mãos? Resumindo é mais ou menos isso o meu jeito de pensar. (Risos).

Portal Mie: Qual o seu conselho para quem pensa em adquirir um drone hoje em dia?
Massaiti Andou: Depende um pouco se a pessoa quer fazer filmagens simples ou futuramente participar de uma corrida. Para filmagens simples tem muita opção no mercado. Para corrida e filmagens como em um circuito de drift por exemplo, precisa treinar bastante em algum simulador, usando um controle próprio para depois adquirir um drone desses, de preferência tudo regularizado, pra depois se arriscar nesse mundo do FPV. Eu recomendo! pois acredito que foi algo que mudou a vida de muitas pessoas também.

Agradecimentos: Clayton Moraes, Junior de Oliveira do Portal Mie, minha namorada Paola Otsubo que me incentiva todos os dias. E um cara que me ensinou muito, o mestre do FPV Joshua Bardwell.

Contatos com Massaiti Andou
Facebook: Massaiti Andou
Instagram: Massaiti Andou
WhatsApp: +81 80-4023-0031

Fotos com Massaiti Andou

Clique na imagem para expandir

Reportagem
Clayton Moraes – Fotógrafo & Colunista
Fotos – cedida

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência