Parafuso dentro da merenda escolar

Foram dois casos em duas cidades diferentes. Um foi em Aichi e outro em Toyama.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Parafuso de 4 cm em Toyama e de 2,2 cm em Aichi, ambos dentro dos caldos da merenda escolar (ANN/CBC TV)

Em uma escola primária de Nanto (Toyama), foi encontrado um parafuso na merenda escolar, na terça-feira (24). Um aluno da classe do quinto ano primário se surpreendeu com o que viu.

Publicidade

Era um de 4cm dentro do tonjiru, espécie de sopa de missô feita com carne de porco.

O objeto é de aço inox e a escola verificou as instalações. Não encontrou nada parecido. Está investigando de onde pode ter vindo.

Parafuso em Toyohashi

Outra escola primária também encontrou um parafuso, na mesma data. Na merenda da escola de Toyohashi (Aichi) era um de 2,2cm de comprimento e 1cm de diâmetro.

Um aluno do terceiro ano detectou um intruso dentro da tigela do caldo, por isso veio à tona. A escola verificou a origem.

O caldo foi preparado pelo Centro de Merenda Escolar Municipal e distribuído para 21 escolas.

A causa foi um parafuso que se soltou do slicer (CBC TV)

No caso de Aichi, a causa foi um que se soltou do equipamento de corte das verduras, um slicer profissional. O cozinheiro estava cortando as verduras e não percebeu que o parafuso caiu dentro do recipiente. Verificou-se que foi um único que se soltou. Em todo caso, as demais escolas foram consultadas e não foi constatado dano.

Em nenhuma das escolas houve vítimas, pois os alunos viram o intruso a tempo.

Fontes e fotos: CBC TV e ANN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Coreia do Norte diz que ameaça de teste nuclear atmosférico dever ser entendida literalmente

Publicado em 26 de outubro de 2017, em Ásia

No mês passado, o ministro norte-coreano de Relações Exteriores disse que Pyongyang poderia considerar a ‘mais poderosa detonação’ de uma bomba de hidrogênio sobre o Oceano Pacífico.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

“O ministro de relações exteriores está bem ciente das intenções de nosso líder supremo, então eu acho que vocês deveriam entender as palavras dele à letra,” disse Ri Yong Pil, um alto diplomata do Ministério de Relações Exteriores (acima, imagem do líder Kim Jong-un – NHK/reprodução)

O recente alerta do ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte sobre um possível teste nuclear atmosférico no Oceano Pacífico deve ser entendido literalmente, disse um alto funcionário norte-coreano à CNN em uma entrevista exibida na quarta-feira (25).

Publicidade

“O ministro de Relações Exteriores está bem ciente das intenções de nosso líder supremo, então eu acho que vocês deveriam entender as palavras dele à letra,” disse Ri Yong Pil, um alto diplomata do Ministério de Relações Exteriores norte-coreano à CNN.

Ri Yong Ho, ministro norte-coreano de Relações Exteriores, disse no mês passado que Pyongyang poderia considerar conduzir a “ mais poderosa detonação” de uma bomba de hidrogênio sobre o Oceano Pacífico em meio às elevadas tensões com os Estados Unidos.

O ministro fez o comentário após o presidente Donald Trump ter alertado que a Coreia do Norte- que vem trabalhando para desenvolver mísseis nucleares capazes de atingir os Estados Unidos– seria destruída totalmente se ameaçasse a América.

O chefe da CIA Mike Pompeo disse na semana passada que a Coreia do Norte poderia estar a poucos meses de ganhar habilidade para atingir os Estados Unidos com armas nucleares.

Especialistas dizem que um teste atmosférico seria uma maneira de demonstrar tal capacidade. Todos os testes anteriores realizados pela Coreia do Norte foram subterrâneos.

Na próxima semana Trump fará uma visita à Ásia onde ele vai enfatizar sua campanha para pressionar a Coreia do Norte e fazer com que ela abandone seus programas nuclear e de míssil.

Apesar da retórica agressiva, oficiais da Casa Branca dizem que Trump está buscando uma resolução pacífica do impasse. Contudo, todas as opções, incluindo militares, estão na mesa.

Fonte: Agência Reuters
Imagem: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância