Falta de peças afeta também o banho quente

A falta de peças não está afetando somente a indústria automobilística, mas também as residências que estão sem água quente nas torneiras e banheira.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Aquecedores de água, um com problema e outro alugado (ANN)

Como o frio chegou mais cedo, a falta de estoque de aquecedores de água está se tornando um problema. Por causa da pandemia do novo coronavírus, não só as indústrias de carros amargam o problema, mas também as residências. 

Nas redes sociais se vê posts do tipo “não posso tomar banho quente” ou “o aquecedor de água quebrou e o tempo de espera é de 2 meses”. 

Yoshimasa Nakayashiki, gerente de vendas da Nitto Energy explica que “o enrolamento (mola sobre um núcleo cerâmico ou metálico) do aparelho é produzido no Vietnã. Devido ao lockdown, a produção está parada e, por isso, está em falta no Japão”.

A seta em amarelo indica a peça que está em falta (ANN)

O país do Sudeste Asiático está passando por uma epidemia séria do novo coronavírus desde julho, por isso o lockdown. Assim, além da falta dos semicondutores que afetam as fábricas de carros, ainda são a causa da falta dos aparelhos para aquecer a água.

“No outono ao inverno ocorre o pico da demanda pelos aquecedores de água. Por isso, a situação é grave”, explica Nakayashiki.

Na Nitto Energy, as consultas sobre a substituição do aquecedor de água que teve problema ou quebrou dobraram esta semana em comparação com a semana passada. “No caso de não ter um para substituir, no estoque, estamos ocupados no atendimento oferecendo um de aluguel”.   

Fonte: ANN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Casos de anorexia entre jovens aumentam 60% no Japão

Publicado em 22 de outubro de 2021, em Sociedade

Estresse e ansiedade em decorrência de fechamentos de escolas devido à pandemia e outras razões podem ter afetado os jovens.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Novos casos no Japão de anorexia entre pessoas jovens, com menos de 20 anos, aumentaram 60% em comparação a 2020 em meio à crise do coronavírus, mostrou na quinta-feira (21) uma pesquisa do Centro Nacional para Saúde da Criança e Desenvolvimento.

“Estresse e ansiedade em decorrência de fechamentos de escolas devido à pandemia e outras razões podem ter afetado os jovens”, disse o centro.

Aqueles que sofrem de anorexia, um tipo de transtorno alimentar, restringem severamente a ingestão de comida ou vomitam após compulsão alimentar, ficando perigosamente muito abaixo do peso.

O centro conduziu a pesquisa nesta primavera com a ajuda de 26 instituições médicas em 19 províncias no Japão.

A pesquisa descobriu que 28 jovens do sexo masculino e 230 do feminino foram recém-diagnosticados com anorexia até março de 2021. Ambos os números aumentaram 60% ante o ano anterior.

Fonte: Nippon

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades