Japão: poderoso prato das 7 ervas para ter muita saúde durante o todo o ano

Conheça os 10 benefícios do mingau ‘nanakusagayu’! Saiba onde encontrar as 7 ervas e como preparar a receita fácil e saborosa para ter saúde o ano todo!

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mingau chamado de nanakusagayu (Wikipedia)

É tradição servir-se de uma tigela do saboroso e nutritivo mingau chamado de nanakusagayu em 7 de janeiro. Compreenda essa tradição e veja como é fácil preparar com a receita abaixo. Que tal servir para sua família?

Publicidade

Em todos os supermercados são vendidos kits contendo essas 7 ervas, todas típicas de fim de inverno para o começo da primavera. Reconheça essa embalagem com esses dois ideogramas: 七草 (lê-se nanakusa).

Primeiramente conheça cada uma delas e suas poderosas propriedades.

  1. Seri (セリ ou 芹) é conhecida como salsa japonesa ou aipo chinês: tem propriedades para elevar a temperatura do corpo, fazendo a pessoa transpirar. Também, restabelece o funcionamento do fígado e do estômago, e tem o efeito de purificação contribuindo para diminuir a taxa de colesterol. É rica em betacaroteno, vitaminas B2 e C, além do cálcio.
  2. Nazuna (ナズナ ou 薺) é conhecida como bolsa-de-pastor: muito usada na medicina chinesa, é uma erva para o combate de doenças oftalmológicas, serve para baixar a febre, tem efeito diurético e boa para o organismo feminino.
  3. Hahakogusa (ハハコグサ ou 母子草) é a jersey cudweed: muito usada no oriente, especialmente na China, Japão e outros países como o Vietnã, Malásia ou Índia, na culinária para o preparo de arroz doce, kusamochi (bolinho de arroz com erva).
  4. Hakobera (はこべらou 繁縷) é a morugem: na Europa é considerada erva daninha, enquanto que no Japão é indispensável como erva e também para alimentar as galinhas na granja. Tem efeitos sobre a artrite, bronquite e reumatismo.
  5. Hotokenoza (ほとけのざ ou 仏の座): embora tenha ficado conhecida erroneamente como uma das 7 ervas o nome e a planta correta é koonitabirako (コオニタビラコ ou 小鬼田平子), conhecida como youngia japonica no Brasil.
  6. Suzuna (すずな ou 菘) é o nabo redondo: as folhas possuem vitaminas C, A e do complexo B, além de ter fibras para ajudar o intestino. A raiz do nabo tem praticamente as mesmas propriedades do vegetal primo, o rabanete. O nabo é considerado um purificador do sangue, além de antiinflamatório e contribui para o controle do colesterol.
  7. Suzushiro (すずしろou 蘿蔔) é também conhecido como daikon (ダイコン) e no Brasil é o nabo-daikon: suas propriedades nutritivas vão além da culinária, sendo usado para combater a tosse ou o suco para fortalecer os ossos. É uma hortaliça rica em cálcio e potássio. Por isso, ótima para cabelos, unhas e dentes.
7ervas

Foto: PM

Por que se servir do mingau nanakusagayu

Desde a Era Heian, sabe-se que os japoneses já se serviam desse leve mas poderoso mingau chamado de nanakusagayu (七草粥), apesar do costume ser oriundo da China. Tem também o sentimento de desejo de passar o inverno com todos os nutrientes que o corpo precisa.  

Nos tempos atuais a receita é mais simples e, além de afastar os infortúnios e obtém-se a riqueza da longevidade, ainda faz com que a pessoa feche o modo festividades, iniciando de vez o novo ano com muita energia. Além da explicação dessa tradição, o delicioso e leve nanakusagayu tem o poder de relaxar o estômago depois de tantas guloseimas e bebidas das festividades.

10 benefícios do mingau

  1. Cor: a pele do corpo ganha brilho  
  2. Potência: aumento da energia
  3. Kotobuki: ganha longevidade
  4. Tranquilidade: conforto para o corpo porque não se come demais
  5. Aparelho urinário: refrescante
  6. Aparelho digestivo: qualquer coisa que tenha comido antes não provocará azia
  7. Prevenção: xô para a gripe
  8. Fome: nada de fome com esse alimento que nutre
  9. Sede: o corpo se hidrata
  10. Intestino agradece: espanta a prisão de ventre

Receita para 4 pessoas

Cozido na panela de barro ou cerâmica fica melhor ainda (Flickr)

Ingredientes

  • 1 copo de arroz branco
  • 1 porção de nanakusa (pacote comprado no supermercado)
  • 1 colher de chá e meia de sal (pode ser o que usa sempre ou marinho, do Himalaia)
  • 1 porção, a gosto, de gergelim preto e do branco

Modo de preparar

  • Lave o arroz normalmente
  • Pegue uma panela de barro (ou a que tiver) e coloque o arroz com 900 ml de água para cozinhar em fogo alto
  • Quando começar a ferver baixe o fogo para fraco e cozinhe por 30 a 40 minutos
  • Se perceber que está derramando, desloque um pouco a tampa da panela
  • Em uma panela à parte, ferva a água. Em seguida, mergulhe as 7 ervas e retire-as em seguida. Corte-as no tamanho desejado
  • Faltando uns 5 minutos para finalizar o mingau de arroz, coloque o sal e mexa
  • Coloque as ervas cortadas e mexa bem
  • Espere terminar o cozimento
  • Sirva em tigelas, cobrindo com gergelim preto e branco, a gosto

A sugestão é se servir desse delicioso mingau no lugar do café da manhã no dia 7 de janeiro. Se preferir pode colocar um fio de azeite de oliva.

Bom apetite! Saúde no Ano Novo!

Fontes: Wikipedia/Ikitoki/web

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Companhias aéreas operam ‘voos fantasmas’ somente para manter slots em aeroportos

Publicado em 6 de janeiro de 2022, em Notícias do Mundo

‘Voos fantasmas’, que têm poucos ou nenhum passageiro a bordo, viraram uma característica da pandemia de covid-19.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Aeronave vazia (ilustrativa/banco de imagens)

Uma companhia aérea teria operado 3 mil voos vazios neste inverno, em um esforço considerado prejudicial ao meio ambiente, para manter seus slots em aeroportos, ou seja, o direito de pousar e decolar.

Publicidade

A Brussels Airlines da Bélgica diz que terá que operar 3 mil jornadas adicionais abaixo da capacidade até o fim de março – enquanto sua empresa mãe procederá com mais 15 mil.

As revelações – que enfureceram especialistas do clima – pressionam a União Europeia – UE para abrandar mais as regras em relação a direito de pousos e decolagens.

“Voos fantasmas”, que praticamente têm aviões vazios emitindo vastas quantidades de carbono na atmosfera, apesar de terem poucos ou nenhum passageiro a bordo, têm sido uma característica da pandemia.

Contudo, as companhias aéreas dizem que a exigência para elas usarem 50% de seus slots – queda de 80% nos dias pré-pandemia – obrigam elas a voarem ou correm o risco de perderem os direitos.

Um retorno lento de viagens aéreas – com turistas adiando planos devido à ômicron e temores de mudanças rápidas das restrições –  está prolongando a prática mais do que as aéreas esperavam.

A empresa mãe da Brussels Airlines, a Lufthansa, alertou no mês passado que talvez teria que operar 18 mil ‘voos desnecessários” pela Europa no inverno.

Fonte: Metro UK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância