Japão planeja transportar cidadãos na Ucrânia para a Polônia, de onde serão evacuados

Japão pretende transportar por terra os cerca de 120 japoneses para a vizinha Polônia, de onde eles serão evacuados em um voo fretado.

O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida (banco de imagens)

Em resposta à invasão militar russa da Ucrânia, o governo japonês tem a intenção de transportar por terra os cerca de 120 cidadãos japoneses que ainda estão no país desde 23 de fevereiro para a vizinha Polônia, de onde eles serão evacuados em um voo fretado.

Publicidade

Ataques militares russos a aeroportos e outras infraestruturas suspenderam todos os voos comerciais na Ucrânia.

Contudo, muitos cidadãos japoneses vivem na capital Kiev, a cerca de 500Km da fronteira nacional, e principais estradas estão bloqueadas pelo congestionamento.

O governo japonês está considerando manter seus cidadãos temporariamente em custódia protetiva em instalações relacionadas à embaixada em Kiev se a invasão russa progredir ainda mais.

O primeiro-ministro Fumio Kishida indicou em uma coletiva realizada no dia 25 de fevereiro que ele tem a intenção de fazer o máximo possível para proteger cidadãos japoneses na Ucrânia, dizendo, “esperamos ter cooperação do governo polonês para aceitar japoneses estavelmente e também finalizamos preparativos para um voo charter destinado a transportá-los da Polônia para outro país”.

Fonte: Mainichi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Coreia do Norte faz novo disparo de ‘possível míssil balístico’

Publicado em 27 de fevereiro de 2022, em Ásia

Coreia do Norte lança míssil enquanto o mundo continua preocupado com a invasão russa da Ucrânia.

Possível míssil foi disparado em direção ao Mar do Japão, segundo a Coreia do Sul (NHK)

A Coreia do Norte disparou um aparente míssil balístico na manhã deste domingo (27), disse o Ministério da Defesa do Japão, enquanto o mundo continua preocupado com a invasão russa da Ucrânia.

Publicidade

As forças armadas da Coreia do Sul também confirmaram o lançamento de um projétil não identificado em direção ao Mar do Japão.

O lançamento deste domingo ocorre após o Norte ter conduzido 7 testes de mísseis em janeiro – o maior número em um único mês.

Em meio a preocupações de que a crise na Ucrânia poderia tirar o foco de Washington da ameaça nuclear norte-coreana, o secretário do estado dos EUA, Antony Blinken, negou no mês passado que isso seria o caso, dizendo que os EUA podem “andar e mascar chiclete ao mesmo tempo”, mesmo quando o país enfrenta outros desafios globais.

Fonte: Japan Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros