Político japonês teve que abandonar aeronave por se recusar a usar máscara

Ele e um amigo se recusaram a usar máscara dentro da aeronave e foram convidados a sair. Por causa dessa confusão, causaram atraso no voo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Político em coletiva de imprensa na terça-feira (ANN)

O político japonês Seiichi Tanimoto, 65, representante da Câmara de Kure (Hiroshima), foi convidado a descer da aeronave da companhia Air Do antes da decolagem. 

Publicidade

Embarcou em Kushiro (Hokkaido), para decolar às 9h50 de domingo (6), junto com um amigo, com destino a Haneda, de onde tomaria outro voo para o seu destino final.

Os comissários conferiram que ambos não usavam máscara e pediram para fazê-lo, mas se recusaram, interrompendo a fala com ar intimidativo. Por isso, foram retirados do avião. 

Por causa dessa ocorrência o voo atrasou 1 hora e 15 minutos, incomodando os 44 passageiros a bordo.

“Consideramos que isso pode causar desconforto e inconveniência a outros passageiros, colocando em risco a segurança e a saúde”, declarou um porta-voz da companhia aérea com sede em Sapporo. 

“Sinto muito mas penso que não se pode obrigar a usar máscara. A recusa de embarque violou os direitos humanos pela privação da minha liberdade”, declarou na terça-feira (8).

Ele foi dar uma palestra em Hokkaido e iria voltar para Hiroshima via Haneda.

Fontes: ANN e Asahi 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Princesa é hospitalizada em 1º caso de covid-19 na família imperial do Japão

Publicado em 9 de fevereiro de 2022, em Sociedade

A princesa Yoko, filha mais nova do falecido príncipe Tomohito de Mikasa, primo do ex-imperador Akihito, testou positivo na terça-feira.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A princesa Yoko testou positivo para o vírus na terça-feira (NHK)

A família imperial japonesa confirmou seu primeiro caso de coronavírus na terça-feira (8), com uma princesa de 38 anos hospitalizada.

Publicidade

A princesa Yoko, filha mais nova do falecido príncipe Tomohito de Mikasa, primo do ex-imperador Akihito, se queixou de dor de garganta na segunda-feira (7) e testou positivo para o vírus na terça-feira, disse a Agência da Casa Imperial. Ela deu entrada no hospital dentro do Palácio Imperial.

Sua irmã, a princesa Akiko de 40 anos, também será submetida a teste. As duas se encontraram há vários dias, disse a agência.

A princesa Yoko não participou de qualquer encontro envolvendo comida e bebida recentemente, e a rota de infecção continua desconhecida, acrescentou a agência. Mas ela foi uma das participantes de uma cerimônia para homenagear um antigo imperador no palácio em 30 de janeiro.

Nenhuma infecção foi confirmada entre seus funcionários, e nenhum deles teria se sentido mal, de acordo com a agência.

A princesa Yoko atua como chefe da corporação de bem-estar social sediada em Tóquio, a Yuai Jujikai, assim como presidente honorária da Associação Universal de Design de Som do Japão, uma organização sem fins lucrativos que ajuda pessoas com perda auditiva.

Fonte: News and Culture

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância