Taiwan faz alerta após presença de aeronaves chinesas em sua zona de defesa

Enquanto a capital Taipei não tenha reportado quaisquer movimentos incomuns pelas forças chinesas, o governo aumentou seu nível de alerta.

Aeronaves chinesas se aproximaram da zona de defesa aérea de Taiwan (Google)

A força aérea de Taiwan tomou ação novamente na quinta-feira (24) para alertar nove aeronaves chinesas que entraram em sua zona de identificação aérea, disse o Ministério da Defesa da pequena nação insular, no mesmo dia que a Rússia invadiu a Ucrânia, uma crise sendo observada de perto na capital Taipei.

Publicidade

Taiwan, a qual a China afirma como seu próprio território, reclamou de tais missões do tipo da força aérea chinesa nos últimos 2 anos, embora as aeronaves não tenham se aproximado tanto de Taiwan em si.

O número de aviões envolvidos foi bem menor do que a última incursão de larga escala, 39 aeronaves chinesas em 23 de janeiro, e desde então, tais sobrevoos têm sido esporádicos com bem menos aeronaves.

O ministério disse que a recente missão envolveu 8 caças chineses J-16 e uma aeronave de reconhecimento Y-8, os quais sobrevoaram uma área no nordeste das Ilhas Pratas controladas por Taiwan no Mar do Sul da China.

Caças taiwaneses foram enviados para alertar as aeronaves chinesas e mísseis de defesa aérea foram lançados para “monitorar as atividades”, disse o ministério.

Taiwan vem observando atentamente a crise na Ucrânia, nervosa que a China possa tentar tomar vantagem para se mover na ilha.

Enquanto Taipei não tenha reportado quaisquer movimentos incomuns pelas forças chinesas, o governo aumentou seu nível de alerta.

A China nunca renunciou o uso da força para trazer Taiwan sob seu controle, e rotineiramente condena as vendas de armas dos EUA ou outras demonstrações de suporte de Washington.

Fonte: CNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Estação de esqui de Shiga suspende expediente por causa da nevasca

Publicado em 25 de fevereiro de 2022, em Sociedade

Sem neve não tem atividade, mas quando é demais, também não dá certo.

Equipamento para remover o excesso de neve na estação de esqui (Kyoto Shimbun)

Segundo informações do Kunizakai Kogen Snow Park, uma estação de esqui localizada em Takashima (Shiga), na divisa com Tsuruga (Fukui), a gestão foi obrigada a suspender o expediente desde o feriado, 23. 

Publicidade

Parece contraditório, mas com o excesso de queda de neve, a diretoria tomou essa decisão pela primeira vez, porque corria o risco de não garantir a segurança dos visitantes, tão forte era a nevasca.

Segundo a informação na página web, volta a abrir no sábado, no horário das 8h30 às 17h, mas um dos 4 teleféricos ainda não vai funcionar.

Assentos enterrados na neve (Kyoto Shimbun)

Essa estação oferece pistas para iniciantes, de nível médio e aos praticantes avançados, mais uma área para as crianças. Para que os esquiadores e snowboarders possam desfrutar ao máximo das pistas, devem usar o teleférico para deslizar das alturas. Mas, com a nevasca, não era possível chegar ao local de acesso do teleférico e os assentos ficaram enterrados no acúmulo branco.

E não é pra menos. De 23 para 24, até as 7h o acúmulo chegou a 2,2 metros de altura.

Nesses dias de expediente suspenso, a equipe do Kunizakai Kogen suou muito a camisa para remover o acúmulo e fazer uma limpeza para poder receber os visitantes.

Fontes: Kyoto Shimbun e HP

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros