Estudo: vacina da Pfizer perde eficácia rapidamente em crianças de 5 a 11 anos

Segundo pesquisadores, o declínio da eficácia entre crianças de 5 a 11 anos pode ser atribuído ao fato de que elas receberam doses em menor quantidade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Eficácia da vacina da Pfizer para crianças entre 5 e 11 anos caiu de 68 para 12 por cento (banco de imagens)

Autoridades da saúde no estado de Nova Iorque, nos EUA, divulgaram um estudo o qual mostra que vacinas contra coronavírus da farmacêutica Pfizer perderam rapidamente a capacidade de prevenir infecções em crianças com idade entre 5 e 11 anos.

Publicidade

Pesquisadores, incluindo autoridades da saúde do estado, divulgaram um relatório na segunda-feira (28) sobre a eficácia de vacinas da Pfizer em prevenir infecções e hospitalizações entre crianças e adolescentes, de 5 a 17 anos.

O relatório mostra que a proteção da vacina contra infecção entre crianças e adolescentes de 12 a 17 anos caiu de 66% em meados de dezembro para 51% no fim de janeiro, quando a variante ômicron se tornou predominante.

Contudo, a eficácia entre crianças de 5 a 11 anos mostrou um declínio mais significante, de 68% para 12%.

Segundo pesquisadores, o declínio da eficácia entre crianças menores pode ser atribuído ao fato de que elas receberam apenas um terço da dose administrada a jovens com idade igual ou superior a 12.

Desde o fim de janeiro, descobriu-se que a eficácia de vacinas da Pfizer contra hospitalização era de 73% para as idades entre 12 e 17, e 48% para aquelas entre 5 e 11 anos.

Os pesquisadores disseram que eles não têm dados para oferecer uma análise precisa porque não foram muitas crianças que desenvolveram sintomas graves.

Embora os resultados ainda tenham que ser verificados por entidades externas, especialistas dizem que eles destacam uma necessidade em  potencial para estudar dosagem alternativa destinada a crianças, assim como reforço.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Análise: Rússia poderá tomar Kiev em 5 dias

Publicado em 2 de março de 2022, em Sociedade

Quarta-feira é o sétimo dia do ataque russo, inicialmente, para desmilitarizar a Ucrânia, mas está matando civis.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Bombeiros ucranianos no resgate nos escombros (FNN)

Já se passaram sete dias desde que o exército de Putin invadiu a Ucrânia. Diariamente há notícias de mais mortes, incluindo crianças. Na terça-feira, 5 pessoas foram mortas pelo ataque de míssil na torre de TV em Kiev, na capital. Também sabe-se que pelo menos 10 civis morreram na cidade de Kharkiv, e 35 estão feridos. 

Publicidade

Segundo a informação obtida pela FNN, o Departamento de Defesa dos EUA analisou que “a capital ucraniana, Kiev, provavelmente cairá dentro de cinco dias”.

As tropas russas estão intensificando seus ataques em áreas urbanas e a ofensiva se intensifica. Com tantas pessoas morrendo, muitos civis, centenas de pessoas feridas e mais de 500 mil refugiados, a Ucrânia está sob grande risco, mas continua resistindo.

Putin está frustrado

Putin, presidente da Rússia (FNN)

A agência de inteligência dos EUA analisa que o presidente russo, Vladimir Putin, está ficando gradualmente frustrado por seu ataque militar na Ucrânia e pode ver como sua única opção dobrar a violência, informou a NBC.

Enquanto a economia russa oscila sob sanções globais sem precedentes e sua suposta força militar superior parece atolada, Putin atacou com raiva os subordinados, mesmo permanecendo amplamente isolado do Kremlin em parte por causa de preocupações com a covid, disseram as fontes.

Vladimir Putin não esperava resistência do povo ucraniano.

Hackers desligaram o controle espacial russo

O Centro de Controle da Agência Espacial Russa Roscosmos não tem mais controle sobre seus satélites espiões.

“O grupo de hackers NB65, afiliado ao Anonymous, desligou o Centro de Controle da Agência Espacial Russa Roscosmos. A Rússia não tem mais controle sobre seus próprios satélites espiões“, diz uma mensagem no canal Telegram com as últimas informações do Exército ucraniano, de quarta-feira (2).  

Segundo encontro das comitivas

Nestas circunstâncias, de acordo com a mídia russa, a segunda rodada de negociações para o cessar-fogo entre a Ucrânia e a Rússia está programada para quarta-feira, e ambas as delegações já estão indo para o local.

O presidente ucraniano Zelensky disse: “Você não pode sentar para negociações enquanto um bombardeiro sobrevoa e o país está sendo atacado”.

Fontes: FNN, Ukrinform e NBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância