Ucrânia: subúrbio de Kiev começa trabalho de reconstrução

Forças russas se retiraram da cidade de Irpin há cerca de 1 mês e meio deixando muita destruição.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Forças russas se retiraram da cidade de Irpin há cerca de 1 mês e meio (NHK)

Trabalhadores em um subúrbio de Kiev, na Ucrânia, já estão reconstruindo a infraestrutura destruída na invasão russa.

Publicidade

Forças russas se retiraram da cidade de Irpin há cerca de 1 mês e meio. Elas deixaram para trás muitas construções queimadas ou destruídas em combate feroz.

Há muito trabalho a fazer para remover detritos e restaurar a energia.

Uma nova ponte está sob construção perto da antiga que foi destruída para deter o avanço da Rússia em Kiev. A ponte danificada, que será preservada como está, se tornou símbolo da superação ucraniana.

Muitos que fugiram de Kiev estão retornando para casa.

Uma mulher que retornou nesta semana com seu filho de 6 anos do oeste da Ucrânia diz que ela quer voltar para o trabalho e sua vida de antes. Ela disse que estava feliz em encontrar muitas pessoas novamente.

Uma outra disse que tem a esperança de que não haverá mais mísseis sobrevoando e as crianças poderão brincar no lado de fora sem medo.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

DoCoMo fortalece atendimento online e fechará 700 lojas

Publicado em 20 de maio de 2022, em Economia

A operadora planeja expandir o atendimento online e também no Metaverso.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa da placa da loja com o logo da operadora (Wikimedia)

Segundo as mídias japonesas a NTT DoCoMo planeja reduzir o número de lojas físicas porque o número de usuários vem aumentando desde o lançamento da outra marca – ahamo – com planos de assinatura mais baratas e vendas exclusivamente online.

Publicidade

Assim, a NTT DoCoMo deverá fechar gradativamente cerca de 700 lojas, o que significa 30% do total de 2,7 mil, até 2025.

O pessoal dessas lojas poderá ser realocado para o atendimento online dos clientes.

Desde a primavera passada, as principais operadoras de telefonia celular fortaleceram as atividades de vendas, como a introdução de planos de assinaturas mais baratas, com vendas online. 

O novo produto da NTT – ahamo – já chegou a 3 milhões de assinantes, respondendo por 3,5% dos cerca de 84,75 milhões de contratos da DoCoMo, até março deste ano.

Além disso, antecipando a disseminação do espaço virtual Metaverso, a operadora considera serviços que atendam às necessidades da próxima geração, como atendimento ao cliente usando avatares.

As 3 maiores operadoras – DoCoMo, KDDI (au) e SoftBank, estabeleceram lojas em todo o país, aumentaram o número de assinantes e depois que passaram a oferecer novos planos de assinatura, mas não há mais tendência de expansão das vendas para pessoas físicas. Por isso, a NTT DoCoMo considera expandir oferecendo planos corporativos para pequenas e médias empresas.

Fontes: Yomiuri e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância