Advogado do brasileiro suspeito de homicídio em Osaka diz que ele vai esclarecer a situação

No Brasil, o advogado do procurado como suspeito do duplo homicídio atendeu a 3 equipes de reportagem das emissoras japonesas.

Foto em família (ANN) e o procurado (polícia via NNN)

O advogado Hélio Venâncio, de Londrina-PR, deu entrevista para a NNN, sobre o seu cliente, o brasileiro Anderson Robson Barbosa, 33, o qual é procurado pela polícia de Sakai (Osaka).

Publicidade

Ele é considerado suspeito de homicídio da esposa japonesa Manami Aramaki, 29, e da filha Lily, de 3 anos. A polícia descobriu que Anderson tomou um voo da Emirates, saindo de Narita com destino ao Brasil, em 22 de agosto, no entanto, os corpos foram encontrados dois dias depois. Mas, a autópsia médico-legal indicou que ambas foram assassinadas entre a noite de 20 ao amanhecer de 21.

Sabe-se que ele se encontra no país de origem, mas nenhuma das equipes de reportagem o localizou em Cambé e Londrina, cidades paranaenses. Apenas a reportagem da FNN conseguiu encontrar o irmão dele, o qual não quis mostrar o rosto e declarou: “Eu não posso passar informação, infelizmente não posso. Ele é uma pessoa boa e creio que não teve nenhuma intenção sobre isso”.

O irmão disse que a família vem sendo ameaçada pelos internautas e que em breve a situação será esclarecida e que ele deverá responder, como lei da natureza.

Ele quer explicar as circunstâncias

No sábado (3), o advogado de Barbosa respondeu à entrevista da NNN e disse que o cliente explicará definitivamente à imprensa na próxima semana (esta semana no Japão).

Em momento algum ele disse ser inocente. O que ele pode declarar, sem medo de errar, e vai informar e comprovar que houve um fato complexo. Mais complexo desse que está na mídia”, declarou o advogado.

Advogado aos fundos, cujo noticiário foi transmitido no domingo (NNN)

Além disso, o seu cliente teria dito que gostaria de explicar a situação à Polícia Federal do Brasil.

Para a ANN, o advogado do brasileiro disse que Barbosa deixou o Japão a pedido de sua família, porque seria o suspeito das autoridades japonesas, seria acusado e não tinha quem advogasse para ele. “Ele quer explicar as circunstâncias”, teria dito o advogado, pois insistiu que não matou duas pessoas.

Fontes: ANN, NNN e FNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Número de mulheres lecionando em universidades no Japão atinge recorde

Publicado em 5 de setembro de 2022, em Sociedade

Havia 50.975 mulheres em posições de docente em universidade particulares e públicas desde 1º de maio deste ano.

Ilustrativa (banco de imagens)

O número de mulheres lecionando em universidades no Japão atingiu uma alta recorde em maio deste ano, um aumento de quatro vezes em comparação há 30 anos, mostraram recentemente dados preliminares do governo.

Publicidade

Havia 50.975 mulheres em posições de docente em universidade particulares e públicas desde 1º de maio, alta de 738 em comparação ao ano anterior e formando um número sem precedentes de 26.7% do total de educadores de nível superior, de acordo com o Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia.

Em 1992, as mulheres contavam por apenas 9.6% ou 12.380 professores.

O número de professoras em escolas do ginásio e colegial situou-se a 44.3% e 33.1%, respectivamente, e 62.6% em escolas de ensino especial, todos altas recordes.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros