Shein: parceria para oferecer cartão de crédito no Japão

A gigantesca Shein está oferecendo um cartão de crédito para o público do Japão, com presentes tentadores em cupons na campanha de estreia.

Um dos designs do cartão de crédito Shein em parceria com a Saison (divulgação)

A empresa global de moda ultrarrápida Shein informou que fechou uma parceria com a empresa de cartão de crédito Saison, com a bandeira Visa, no Japão.

Publicidade

Pelo visto a empresa que se tornou um fenômeno mundial – Shein – quer ampliar ainda mais sua atuação entre os consumidores japoneses.

Para quem se inscrever para solicitar um cartão de crédito digital para smartphones (iPhone ou Android) já ganha 2 mil ienes para serem usados nas compras da Shein. Além disso, pode usar o código SUC2210 e obter até 20% de desconto nas compras.

E durante a campanha de novas adesões, entre 11 de outubro a 31 de dezembro, 500 pessoas serão beneficiadas com cupons que variam de 5 mil a 50 mil ienes.

Depois do registro online, se pode baixar o cartão de crédito digital no smartphone, o qual pode ser usado também nas lojas com o QuicPay ou outros como ApplePay. Além disso, se pode escolher um design exclusivo da Shein.

O cartão de crédito físico, sem mostrar o código, o que garante mais segurança, será enviado posteriormente para a residência. Não há taxa de anuidade para esse cartão de uso internacional.

A inscrição é somente em japonês (toque aqui).

Como fica o cartão de crédito digital da Shein e Saison e os designs para serem escolhidos (divulgação)

Fonte: divulgação

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Intel planeja milhares de demissões devido a um fraco mercado de computadores

Publicado em 12 de outubro de 2022, em Notícias do Mundo

A Intel está enfrentando um declínio acentuado na demanda por processadores de computadores, seu principal negócio.

Stand da Intel em exposição na Alemanha (ilustrativa/banco de imagens)

A Intel Corporation está planejando uma grande redução no efetivo, provavelmente em milhares, para reduzir custos e lidar com um fraco mercado de computadores, segundo pessoas com conhecimento da situação.

Publicidade

As demissões serão anunciadas já neste mês, com a companhia planejando realizar a medida ao mesmo tempo que divulga seu relatório de lucros de terceiro trimestre em 27 de outubro, disseram as pessoas, as quais pediram para não serem identificadas porque as deliberações são privadas. A fabricante de chips tinha 113.700 funcionários desde julho.

Algumas divisões, incluindo o grupo de vendas e marketing da Intel, poderiam ver os cortes afetando cerca de 20% do pessoal, de acordo com as pessoas.

A Intel está enfrentando um declínio acentuado na demanda por processadores de computadores, seu principal negócio, e está com dificuldades para ganhar de volta participação no mercado perdida para rivais como a Advanced Micro Devices.

Em julho, a companhia alertou que as vendas de 2022 seriam aproximadamente US$11 bilhões a menos do que o anteriormente esperado.

A última onda de demissões da Intel ocorreu em 2016, quando ela cortou 12 mil empregos, ou 11% do total.

A companhia tem feito redução menores e desde então fechou várias divisões, incluindo unidades como a de drone. Como muitas companhias na indústria de tecnologia, a Intel também congelou a contratação neste ano, quando as condições de mercado ficaram ruins e medo de uma recessão cresceu.

Fonte: Bloomberg

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros