Quarta-feira: 87 mil novos casos de coronavírus no Japão

O aumento foi de 17 mil em comparação ao resultado da quarta-feira da semana anterior. Recorde em Hokkaido pelo segundo dia consecutivo.

SARS-CoV-2 (CDC)

O Japão teve 87.410 testados positivo para o novo coronavírus na quarta-feira (9), aumentando a soma cumulativa para  22.877.660 pessoas infectadas nesta epidemia.

Publicidade

Nos aeroportos foram 3 passageiros, totalizando 22.452 nesta epidemia.

As províncias da região Tohoku e Hokkaido vem mostrando números elevados nos últimos dias, bem como Nagano. Houve aumento em Shizuoka, Hyogo, Hiroshima e Fukuoka.

As províncias com maiores números são as listadas abaixo.

  1. Hokkaido: 9.546, recorde
  2. Tóquio: 9.012
  3. Aichi: 4.936
  4. Kanagawa: 4.744
  5. Osaka: 4.244

São 177 pacientes em estado grave, em tratamento da covid no país, tanto na UTI quanto necessitando de ventilação mecânica.

O dia teve 97 óbitos, elevando a soma cumulativa para 47.236 mortes nesta epidemia.

Veja os dados dos testados positivo, por província no Japão.

REGIÃO
PROVÍNCIA TOTAL
Hokkaido 9.546
Tohoku
Aomori 1.015
Iwate 1.047
Miyagi 2.709
Akita 1.053
Yamagata 1.603
Fukushima 2.033
Kanto
Ibaraki 1.978
Tochigi 1.289
Gunma 1.314
Saitama 4.152
Chiba 2.784
Tóquio 9.012
Kanagawa 4.744
Hokuriku
Niigata 2.057
Toyama 822
Ishikawa 874
Fukui 682
Koshin
Yamanashi 755
Nagano 3.341
Tokai
Gifu 1.450
Shizuoka 2.384
Aichi 4.936
Mie 1.297
Kinki
Shiga 890
Quioto 1.182
Osaka 4.244
Hyogo 2.755
Nara 633
Wakayama 735
Chugoku
Tottori 415
Shimane 602
Okayama 1.266
Hiroshima 2.916
Yamaguchi 838
Shikoku
Tokushima 436
Kagawa 620
Ehime 643
Kochi 278
Kyushu
Fukuoka 2.434
Saga 542
Nagasaki 560
Kumamoto 773
Oita 540
Miyazaki 428
Kagoshima 424
Okinawa 379
TOTAL GERAL 87.410
Fontes: MHLW e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Covid: sem novas restrições a menos que surja uma cepa mais forte do vírus

Publicado em 9 de novembro de 2022, em Sociedade

A posição básica do governo é manter atividades socioeconômicas enquanto coloca em prática medidas anti-infecção.

Visitantes no Eikando Zenrinji em Quioto no outono (ilustrativa/banco de imagens)

O principal porta-voz do governo do Japão reiterou que nenhuma restrição relacionada ao coronavírus sobre as atividades das pessoas será imposta em princípio, a menos que uma nova cepa mais forte do que a variante ômicron surja.

Publicidade

O secretário-chefe do Gabinete, Hirokazu Matsuno, falou com os repórteres nesta quarta-feira (9).

Matsuno disse que os números de novos casos de coronavírus por todo o país estão em uma tendência de aumento, com a província de Hokkaido registrando altas diárias recordes. Ele citou que a taxa de ocupação de leitos em hospitais na província também está aumentando.

Matsuno prometeu monitorar a situação por toda a nação com um senso de urgência.

Entretanto, ele acrescentou que o governo não tem intenção de impor novas restrições se um novo surto for causado por uma variante similar à ômicron em infecciosidade e patogenicidade.

Ele disse que a posição básica do governo é manter atividades socioeconômicas enquanto coloca em prática medidas anti-infecção.

Matsuno tocou no assunto sobre uma possível suspensão da campanha de desconto de viagem do governo destinada a aumentar o turismo doméstico, dizendo que dependerá de cada província decidir se vai continuar com o programa.

Mas ele acrescentou que o governo está observando de perto a situação da infecção e decidirá conformemente.

Matsuno também disse que o governo trabalhará em medidas específicas em consulta com um painel de especialistas se um aumento nas infecções colocar pressão sobre o sistema de saúde do país.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros