Sexta-feira: 84 mil novos casos de coronavírus no Japão

Apesar da leve queda em relação aos dias anteriores, a curva da entrada na 8.ª onda continua em ascendência, pois o aumento médio semanal foi de 116%.

SARS-CoV-2 (CDC)

O Japão teve 84.375 testados positivo para o novo coronavírus na sexta-feira (18), aumentando a soma cumulativa para 23.604.176 pessoas infectadas nesta epidemia.

Publicidade

Nos aeroportos foi 1 passageiro, totalizando 22.483 nesta epidemia.

As províncias com maiores números são as listadas abaixo.

  1. Hokkaido: 8.477
  2. Tóquio: 8.292
  3. Kanagawa: 5.497
  4. Aichi: 5.212
  5. Saitama: 4.309

São 260 pacientes em estado grave, em tratamento da covid no país, tanto na UTI quanto necessitando de ventilação mecânica, 2 a mais que no dia anterior.

O dia teve 99 óbitos, elevando a soma cumulativa para 48.058 mortes nesta epidemia.

Veja os dados dos testados positivo, por província no Japão.

REGIÃO
PROVÍNCIA TOTAL
Hokkaido 8.477
Tohoku
Aomori 1.069
Iwate 1.295
Miyagi 2.764
Akita 1.056
Yamagata 1.266
Fukushima 1.928
Kanto
Ibaraki 2.050
Tochigi 1.392
Gunma 1.637
Saitama 4.309
Chiba 3.061
Tóquio 8.292
Kanagawa 5.497
Hokuriku
Niigata 2.148
Toyama 966
Ishikawa 943
Fukui 575
Koshin
Yamanashi 902
Nagano 2.670
Tokai
Gifu 1.667
Shizuoka 1.868
Aichi 5.212
Mie 1.221
Kinki
Shiga 737
Quioto 1.073
Osaka 3.904
Hyogo 2.294
Nara 692
Wakayama 506
Chugoku
Tottori 441
Shimane 485
Okayama 1.175
Hiroshima 2.721
Yamaguchi 540
Shikoku
Tokushima 371
Kagawa 453
Ehime 699
Kochi 287
Kyushu
Fukuoka 2.190
Saga 460
Nagasaki 571
Kumamoto 773
Oita 530
Miyazaki 383
Kagoshima 482
Okinawa 343
TOTAL GERAL 84.375
Fontes: MHLW e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Três homens são condenados à prisão perpétua pela queda de avião na Ucrânia em 2014

Publicado em 18 de novembro de 2022, em Notícias do Mundo

Eles estão foragidos e acredita-se que estejam na Rússia. Um quarto ex-suspeito, o russo Oleg Pulatov, foi absolvido de todas as acusações.

A 9M-MRD, a aeronave envolvida, em 2011 (Wikimedia Commons/Alan Wilson)

Juízes holandeses condenaram 2 russos e 1 ucraniano, ausentes, por assassinato pelos seus papéis no abate do voo MH17 sobre a Ucrânia em 2014 com a perda de 298 passageiros e tripulação, e transmitiram suas penas perpétuas.

Publicidade

A Ucrânia aplaudiu o veredito, o qual terá implicações para outros casos que Kiev apresentou contra a Rússia, enquanto Moscou chamou a decisão de “vergonhosa” e disse que não extraditaria seus cidadãos.

O voo MH17 da Malaysia Airlines partiu de Amsterdã (Holanda) com destino a Kuala Lumpur (Malásia) quando foi abatido no leste da Ucrânia em 17 de julho de 2014, enquanto um combate se enfurecia entre separatistas pró-russos e forças ucranianas, a precursora do conflito deste ano.

O veredito ocorreu como um alívio para familiares, mais de 200 os quais foram ao tribunal, enxugando lágrimas enquanto a decisão era lida.

Os três homens condenados eram os ex-agentes da inteligência russa, Igor Girkin e Sergey Dubinskiy, e Leonid Kharchenko, líder separatista ucraniano.

Descobriu-se que os três ajudaram a organizar o transporte para a Ucrânia de sistema de mísseis BUK das forças russas que foi usado para abater o avião, embora não tenham sido aqueles que fisicamente puxaram o gatilho.

Eles estão foragidos e acredita-se que estejam na Rússia. Um quarto ex-suspeito, o russo Oleg Pulatov, foi absolvido de todas as acusações.

O incidente em 2014 deixou destroços do avião e restos mortais das vítimas espalhados por campos de milho e girassóis.

Fonte: Channel News Asia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros