Imperatriz do Japão faz 59 anos

Ex-diplomata educada em Harvard e Oxford, a imperatriz vem batalhando contra um transtorno de adaptação desde dezembro de 2003.

Masako, imperatriz do Japão, comemora 59 anos e reflete sobre passar metade de sua vida na família imperial (Wikimedia Commons/TICAD7 Photographs)

A imperatriz Masako, na ocasião de seu aniversário de 59 anos nesta sexta-feira (9), refletiu sobre ter passado exatamente metade de sua vida na família imperial desde que se casou com o imperador Naruhito em junho de 1993, dizendo que ela se sentia “profundamente comovida” pelos seus anos como realeza.

Publicidade

“Passei por muitos momentos de alegria, assim como tempos de dor. Gostaria de manifestar minha sincera gratidão ao imperador e a muitos outros que me deram apoio e cuidaram de mim em cada passo do caminho”, disse a imperatriz em uma declaração divulgada pela Agência da Casa Imperial.

Em outubro, o casal imperial visitou Okinawa pela primeira vez desde a ascensão de Naruhito ao Trono do Crisântemo em 2019 para comemorar o 50º aniversário da reversão da ilha no sul do Japão do domínio dos EUA.

A imperatriz também esteve na província de Tochigi em outubro e na de Hyogo em novembro, retomando visitas a áreas regionais pela primeira vez em 3 anos após a pandemia de covid-19.

Ex-diplomata educada em Harvard e Oxford, a imperatriz vem batalhando contra um transtorno de adaptação desde dezembro de 2003.

Seus médicos disseram em uma declaração separada que enquanto ela está se recuperando, sua condição varia e ela precisa de tempo para descansar após eventos grandes ou sucessivos.

Fonte: Japan Today

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Réu brasileiro é condenado a 8 anos e meio em Gunma

Publicado em 9 de dezembro de 2022, em Sociedade

O réu brasileiro, acusado de roubo qualificado, recebeu o veredicto no Tribunal de Maebashi.

Imagem ilustrativa de preso (Raw Pixel)

Um réu brasileiro, 44 anos, cujo nome não foi divulgado, o qual trabalhava com reparos e venda de automóveis na cidade de Oizumi (Gunma), acusado de roubo qualificado, ouviu a sentença no Tribunal Distrital de Maebashi, na quarta-feira (7).

Publicidade

O juiz proferiu a condenação de 8 anos e 6 meses de cárcere, embora a acusação tenha requerido 12 anos.

“Para evitar a prisão, agiu egocentricamente em relação à vítima, causando-lhe pavor”, disse o juiz.

Durante o julgamento o réu brasileiro insistiu na sua inocência, afirmando que “nunca pensei em subtrair coisas de outra pessoa”. No entanto, o juiz considerou que “há evidência convincente de que o crime foi cometido pelo réu”.

Segundo o processo, em conchavo com um outro elemento, o brasileiro teria roubado um carro do estacionamento de um edifício da cidade de Ota (Gunma), por volta das 2h15 de 14 de outubro do ano passado, e quando o dono percebeu a ocorrência, se colocou na frente quando foi atropelado duas vezes, deixando-o ferido. 

Fonte: Jomo News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros