Nova Zelândia aprova 1ª lei no mundo que proíbe cigarros para a próxima geração

Acredita-se que o país seja o primeiro a implementar uma idade legal para fumo que aumenta anualmente.

Acredita-se que a Nova Zelândia seja o primeiro país no mundo a implementar a idade legal de fumo que aumenta anualmente (ilustrativa/banco de imagens)

A Nova Zelândia introduziu uma idade legal para fumo que aumenta continuamente a fim de impedir que aqueles que têm 14 anos ou menos jamais comprem cigarros em uma lei inédita no mundo a proibir tabagismo para a próxima geração.

Publicidade

A ministra da Saúde associada, Ayesha Verrall, disse durante a aprovação da lei na terça-feira: “Milhares de pessoas viverão mais, vidas mais saudáveis e o sistema de saúde economizará US$5 bilhões por não precisar tratar doenças causadas pelo fumo, como inúmeros tipos de câncer, ataques cardíacos e amputações”.

Acredita-se que a Nova Zelândia seja o primeiro país no mundo a implementar a idade de fumo que aumenta anualmente, garantindo que o tabaco não possa ser vendido a qualquer um que nasceu em ou após 1º de janeiro de 2009.

Ela será acompanhada por uma série de outras medidas para tornar o fumo menos acessível, incluindo reduzir dramaticamente a quantidade legal de nicotina em produtos do tabaco e fazer com que eles sejam vendidos apenas através de loja especializadas, ao invés de pequenos estabelecimentos comuns e supermercados.

O número de lojas que tem permissão legal para vender cigarros será reduzido para um décimo de seus níveis existentes, de 6 mil para apenas 600 a nível nacional.

As leis passaram pela sua leitura final na noite de terça-feira (13) e entrarão em vigor no ano que vem, enquanto a Nova Zelândia tenta alcançar sua meta de tornar o país “livre do fumo” até 2025.

Fonte: The Guardian

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Uniqlo: aumento de preços em uma parte de sua linha

Publicado em 14 de dezembro de 2022, em Economia

A marca japonesa informou que o aumento será de mil ienes para uma parte da linha primavera-verão de 2023.

Fachada de uma das lojas Uniqlo (NTV)

Na onda do aumento de preços por diversas empresas de vestuário, incluindo as que deverão revisar seus preços como a GU e Shimamura, desta vez o anúncio foi da Uniqlo.

Publicidade

A cadeia com lojas no Japão e no exterior informou que os produtos alvo de aumento de preços são alguns da primavera e verão, os quais estarão à venda a partir de meados do próximo mês. 

A faixa de aumento é de mil ienes para a parka AIRism UV cut, calças jeans ultra stretch, blazer e outros.  

O blazer é uma peça de vestuário importante para as pessoas que trabalham em escritório. Passará de ¥5.990 para ¥6.990, tanto os modelos masculino quanto o feminino, mas a Uniqlo acrescentou a função de UV cut.

O pano de fundo é o aumento dos preços das matérias-primas, os custos de logística e a desvalorização do iene, mas para compensar, a Uniqlo fez melhoria da qualidade utilizando materiais com funcionalidade aprimorada.   

Fontes: NTV, ANN e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros