Aumento de suicídios no Japão em 2022, com destaque do sexo masculino

A faixa etária da meia idade das pessoas do sexo masculino foi a que mais teve aumento. Em contrapartida, houve queda do sexo feminino.

Imagem meramente ilustrativa (Pixnio)

De acordo com o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão (MHLW), o número de pessoas que cometeram suicídio em 2022 foi de 21.584, um aumento de 577 em relação ao ano anterior.

Publicidade

Desse total, 14.543 foram do sexo masculino, 604 a mais do que no ano anterior, um lamentável maior número em 13 anos. Na análise por faixa etária, destacam-se aumento na faixa dos 40 aos 60 e também na casa dos 80 anos. 

Em relação ao sexo feminino, foram 7.041 pessoas, a primeira queda em 3 anos.

Por ocupação, houve um aumento notável de suicídios entre os que recebem aposentadoria ou seguro-desemprego e os que perderam a vaga no trabalho.

O número de alunos do primário, ginasial e colegial que cometeram suicídio de janeiro a novembro do ano passado foi de 441, uma queda de 3 em relação ao mesmo período de 2021.

O motivo mais comum presumido a partir de notas de suicídio e histórias familiares foi “problemas de saúde”, seguido por “problemas familiares”.

A taxa de suicídio, que indica o número por 100 mil habitantes, foi de 17,2 no Japão em 2022 (16,7 em 2021). Yamanashi teve a taxa mais elevada com 24,3, seguido por Akita com 23,7 e Miyazaki com 22,7.

Segundo o MHLW, um dos motivos para o aumento das pessoas que tiraram a própria vida é que pode-se considerar a influência dos relatos de suicídio de celebridades. Mas o governo emitiu uma nota dizendo que “gostaríamos de aprofundar a análise com base nos valores confirmados”.

Fontes: ANN e Asahi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Revista japonesa com mais 100 anos de história deixará de circular

Publicado em 20 de janeiro de 2023, em Sociedade

Cem anos de publicações chegam ao fim devido a uma mudança em leitores e lucros publicitários para a mídia digital.

Edição mais recente da revista, janeiro de 2023 (TBS)

A revista japonesa semanal de notícias Shukan Asahi emitirá sua edição final em maio, disse sua editora na quinta-feira (19), com sua história de mais de 100 anos de publicações chegando ao fim devido a uma mudança em leitores e lucros publicitários para a mídia digital.

Publicidade

A Asahi Shimbun Publications Inc. disse que focará seus recursos em conteúdo de mídia digital e publicação de livros. A editora, uma unidade do Asahi Shimbun, disse que vendeu 74.125 cópias da revista em dezembro.

A Shukan Asahi, lançada em 1922, é conhecida pelo seu foco em questões sociais incluindo política, economia e educação, separando-a de outras revistas semanais lançadas a partir dos anos 1950 que buscavam vendas ao divulgar fofocas sobre celebridades e entretenimento.

Ela atraiu público através de suas publicações de séries de escritores renomados como Ryotaro Shiba e Haruki Murakami.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros