Centenas de milhares de peixes mortos em rio de Hamamatsu

A maioria dos peixes é tainha, mas há outras variedades. Um morador disse que “dá má impressão”.

Rio forrado de peixes mortos (JNN)

A prefeitura de Hamamatsu (Shizuoka) foi comunicada de peixes mortos no Rio Rokken, na altura de Nishi-ku Yuto-cho, por volta das 6h de terça-feira (10), por um morador das imediações.

Publicidade

De acordo com as informações de quarta-feira (11) da Divisão de Conservação Ambiental da Prefeitura de Hamamatsu, o volume é incontável, mas estima-se em centenas de milhares de peixes mortos, ao longo de 1,3 quilômetros.

Foi realizado um teste simples para verificar a qualidade da água do rio, mas não foi encontrada nenhuma anormalidade. A maioria dos peixes é tainha (bora, em japonês).  

A prefeitura acredita que os peixes morreram por falta de oxigênio. Os cardumes entraram no rio na maré alta, mas quando essa baixou, a água doce deve ter ficado densa, com menos oxigênio.  

A causa está sendo analisada detalhadamente.

Milhares de tainha e outros peixes boiando no rio (SATV)

Fontes: SATV e JNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Pesquisa: 94% sentem impacto do aumento do custo de vida

Publicado em 12 de janeiro de 2023, em Economia

A pesquisa mostrou resultados que podem ser comparados ao período em que o Japão passou por uma das piores crises, em 2008.

Impacto dos preços ao fazer compras no supermercado (JNN)

O Banco do Japão anunciou na quarta-feira (11) os resultados de sua pesquisa sobre a consciência do estilo de vida. 

Publicidade

Segundo o Banco do Japão, pela primeira vez em 14 anos a média geral foi a mais elevada pois 94,3% dos entrevistados responderam que sentem que o custo de vida subiu em 2022, comparando com 2021. Esse índice se aproximou do recorde de 94,6% em 2008, ano do chamado Lehman Shock ou  falência do Lehman Brothers.

Outro detalhe importante é que 53% dos entrevistados afirmaram se sentir menos confortáveis em relação ao custo de vida, o maior índice em 13 anos. Isso sugere que o número de pessoas do país que sofrem com os aumentos de preços sequenciais está aumentando. 

Em relação ao estilo de vida atual, 88% responderam que estão ficando sem abundância ou sem folga por causa dos aumentos de preços. Esse foi o maior índice já visto até então.  

O questionário foi aplicado entre 4 de novembro a 1.º de dezembro do ano anterior, direcionado a pessoas com idade superior a 20 anos, e as respostas válidas chegaram a aproximadamente 2 mil pessoas. 

Na hora de pagar é preciso desembolsar mais (JNN)

Fontes: Asahi e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros