Especialista na China afirma que Covid infectou 80% da população do país

O governo chinês parou de publicar estatísticas diárias do coronavírus em 8 de janeiro deste ano, após ele ter encerrado sua política zero Covid.

Coronavírus em 3D (ilustrativa/banco de imagens)

Segundo um notável especialista na China, é improvável que o país tenha uma grande retomada nas infecções por coronavírus durante nos próximos meses, visto que 80% da população já foi infectada pelo vírus.

Publicidade

Wu Zunyou, epidemiologista chefe no Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) da China, manifestou sua visão na rede de mídia social Weibo no sábado (21).

Ele disse que o vírus vem se espalhando rapidamente por todo o país desde o dia em que o governo relaxou as medidas que eram destinadas a prevenir infecções.

O especialista não apresentou evidência concreta para sustentar sua opinião de que mais de 1,1 bilhão de pessoas estavam infectadas no país. A China tem uma população de 1,4 bilhão.

Wu citou que grandes números de pessoas vêm viajando desde o início do feriado de Ano Novo Lunar em curso. Ele disse que isso pode levar a um aumento no número de casos em algumas áreas.

Entretanto, ele também disse que é improvável que seja uma grande retomada a nível nacional ou segunda onda de infecções nos próximos 2 ou 3 meses.

O governo chinês parou de publicar estatísticas diárias do coronavírus, após ele ter encerrado sua política zero Covid. A última atualização de dados foi fornecida em 8 de janeiro.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Rodovias e vias expressas poderão ser fechadas por causa da nevasca

Publicado em 23 de janeiro de 2023, em Tempo

A partir da noite de segunda-feira há possibilidade da NEXCO fechar trechos das vias expressas, se estendendo até quinta-feira.

Imagem meramente ilustrativa de uma rodovia sem tráfego por causa da neve (PxHere)

Há grande possibilidade de uma nevasca pesada pela primeira vez em 7 anos no Japão, entre a noite de segunda-feira (23) e quinta-feira (26), a qual deverá afetar seriamente o tráfego, tanto nas vias expressas quanto nas principais rodovias.

Publicidade

A Nippon Expressway Company (NEXCO) é uma holding formada por 3 principais operadoras das vias expressas do país. Duas delas já emitiram informações para evitar paralisações do tráfego.

A NEXCO Leste informou que a partir da noite de segunda-feira poderá fechar total ou parcialmente:

  • Hokkaido e Sasson
  • Kan-etsu
  • Joshinetsu   
  • Hokuriku 

A NEXCO Central poderá fechar a partir de terça-feira (24):

  • Hokuriku, trecho entre Maibara (Shiga) e Takefu (Fukui) 
  • Maizuru-Wakasa, trecho entre Obama a Tsuruga

Em relação a NEXCO Oeste, apesar de já estar nevando em Kyushu, ainda não há informação da possibilidade de fechamento dos trechos dessa região, de Shikoku e Chugoku.

Rodovias nacionais

O Ministério da Terra, Infraestrutura, Transporte e Turismo do Japão (MLIT) informou que dependendo da situação da neve nas rodovias nacionais, poderá ocorrer fechamento dos trechos para a atividade de remoção do acúmulo.

A recomendação é verificar as condições mais recentes antes de sair de casa ou do trabalho, considerando que se nevar o tráfego fica lento ou poderá ser interrompido. 

Recomendações

A NEXCO recomenda aos motoristas abster-se de usar as vias expressas a menos que seja em caso de urgência, nesse período de nevasca.

Se precisar dirigir, solicitou o uso de pneus de inverno ou correntes, por questões de segurança.

Também já pediu às empresas transportadoras que considerem fazer desvios pelas rodovias e ajustar a data de entrega das encomendas.

Se ainda não leu a matéria sobre as providências a serem tomadas antes da nevasca, toque aqui para abri-la.

Fontes: NHK e NTV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros