Menina em estado crítico pela queda da escada rolante do 4.º andar de shopping center

A menina estrangeira sofreu uma queda do quarto andar, do vão entre a escada rolante e a parede. Foi socorrida já inconsciente e seu estado é crítico.

Polícia japonesa e militar americano no shopping center onde teve a queda da menina (NHK)

Por volta das 12h50 de sábado (21), uma pessoa do shopping center ligou para o 119 para pedir socorro para uma menina que caiu do quarto andar, de uma escada rolante.

Publicidade

O incidente foi no Parco City, cidade de Urasoe (Okinawa) e ela foi socorrida com fratura craniana, com sangramento e outros ferimentos. A ambulância de Urasoe a levou para o Hospital Naval dos EUA, dentro de uma das bases onde serve o pai.

Como ocorreu a queda da menina

A menina americana de 7 anos estava no shopping center com seus pais e subiam usando a escada rolante. No entanto, ela estava de bruços sobre o corrimão, quando a família estava próxima do quarto andar. 

A menina caiu pelo vão entre a escada rolante e a parede, de cerca de 20 centímetros. Antes de ser transportada recebeu massagem cardíaca.

Vão de cerca de 20 centímetros entre a escada rolante e a parede (Okinawa Times)

A mãe estava abalada logo depois desse acidente quando foi ouvida pelos policiais japoneses. Depois chegaram os militares americanos para ouvir os relatos da polícia japonesa.

Logo depois da ocorrência a polícia japonesa verificou as imagens das câmeras de segurança e constatou que a menina sobre o corrimão da escada rolante perdeu o equilíbrio, por isso a queda por esse vão, de uma altura de cerca de 20 metros.

Esse acidente repercutiu em todo o país por causa do motivo da queda. 

Fontes: Okinawa Times, Ryukyu Shimpo, NHK e Sankei

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Especialista na China afirma que Covid infectou 80% da população do país

Publicado em 23 de janeiro de 2023, em Ásia

O governo chinês parou de publicar estatísticas diárias do coronavírus em 8 de janeiro deste ano, após ele ter encerrado sua política zero Covid.

Coronavírus em 3D (ilustrativa/banco de imagens)

Segundo um notável especialista na China, é improvável que o país tenha uma grande retomada nas infecções por coronavírus durante nos próximos meses, visto que 80% da população já foi infectada pelo vírus.

Publicidade

Wu Zunyou, epidemiologista chefe no Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) da China, manifestou sua visão na rede de mídia social Weibo no sábado (21).

Ele disse que o vírus vem se espalhando rapidamente por todo o país desde o dia em que o governo relaxou as medidas que eram destinadas a prevenir infecções.

O especialista não apresentou evidência concreta para sustentar sua opinião de que mais de 1,1 bilhão de pessoas estavam infectadas no país. A China tem uma população de 1,4 bilhão.

Wu citou que grandes números de pessoas vêm viajando desde o início do feriado de Ano Novo Lunar em curso. Ele disse que isso pode levar a um aumento no número de casos em algumas áreas.

Entretanto, ele também disse que é improvável que seja uma grande retomada a nível nacional ou segunda onda de infecções nos próximos 2 ou 3 meses.

O governo chinês parou de publicar estatísticas diárias do coronavírus, após ele ter encerrado sua política zero Covid. A última atualização de dados foi fornecida em 8 de janeiro.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros