Forte terremoto em Vanuatu e alerta de tsunami na área

Um forte terremoto abalou algumas ilhas de Vanuatu, situadas na Oceania.

Em vermelho, o epicentro do forte terremoto em Vanuatu (USGS)

Vanuatu teve um forte terremoto, de magnitude preliminar de 7,3 ocorrido a uma profundidade de 35 quilômetros, às 21h56 de quinta-feira (7), horário de Tóquio. O epicentro foi a 338 quilômetros de Port Villa, capital, e a 123 km de Isangel.

Publicidade

Foi emitido alerta de tsunami pelo Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico: “são possíveis ondas perigosas dentro de 300 quilômetros do epicentro ao longo das costas de Vanuatu e Nova Caledônia”. 

O Departamento de Meteorologia e Riscos Geológicos de Vanuatu alertou os residentes da província de Tafea, no extremo sul, para tomarem medidas de precaução, se afastando da costa para os locais mais elevados.  

Não há relatos de danos humanos ou materiais em consequência do forte terremoto e do tsunami. O alerta foi retirado mais tarde.

Depois, o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) corrigiu a magnitude para 7,1.

Os terremotos são comuns em Vanuatu, um arquipélago de baixa altitude com 320 mil habitantes que se estende pelo sísmico Anel de Fogo.

Um terremoto de magnitude 6,7 abalou o norte de Vanuatu em novembro, com as autoridades alertando que “pequenas ondas de tsunami” foram detectadas por equipamentos de monitoramento oceânico.

Fontes: News Digest, USGS e Hindustan Times

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Toshiba e Rohm vão produzir chips no Japão, apoiadas por subsídios do governo

Publicado em 8 de dezembro de 2023, em Sociedade

A Rohm e a Toshiba vão lidar com produção em suas respectivas fábricas que estão sendo construídas nas províncias de Ishikawa e Miyazaki.

A Toshiba e a Rohm antecipam cooperação em desenvolvimento de produto e canais de vendas junto com fabricação (banco de imagens)

A Toshiba e a Rohm trabalharão juntas para fabricar semicondutores de potência, soube o site Asia Nikkei na quinta-feira (7), em uma tentativa de fortalecer suas posições em componentes de alta demanda para veículos elétricos (VEs).

Publicidade

O Ministério do Comércio e Indústria do Japão subsidiará até ¥120 bilhões (US$830 milhões) dos ¥380 bilhões que as duas companhias estão planejando investir no projeto.

A Rohm e a Toshiba vão lidar com produção em suas respectivas fábricas que estão sendo construídas nas províncias de Ishikawa e Miyazaki.

A experiência da Rohm situa-se em semicondutores de potência de ponta fabricados com carbeto de silício, que oferece eficiência de conversão de alta potência.

A Toshiba é forte em dispositivos de silício convencionais, suprindo uma ampla variedade de clientes que incluem companhias ferroviárias e de energia.

As duas empresas antecipam cooperação em desenvolvimento de produto e canais de vendas junto com fabricação.

O mercado global para semicondutores de potência chegou a US$26,1 bilhões no ano passado, de acordo com a Omdia.

A demanda de fabricantes de veículos elétricos está aumentando estavelmente, com a Tesla tendo adotado semicondutores de carbeto de silício para seus carros, e os componentes também estão cada vez mais vendo usados em centros de dados.

A Toshiba detém uma participação de 3,7% do mercado global, e a Rohm 3,2%, colocando-as em 7º e 9º lugares, respectivamente, enquanto a compatriota Mitsubishi Electric está em 4º.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!