Preços do bolo de Natal sobem no Japão

De acordo com uma pesquisa realizada por empresa privada, bolos de Natal de 15cm de diâmetro estão custando em média ¥4.468.

O bolo de Natal no Japão é coberto com chantilly e morango (ilustrativa/banco de imagens)

O preço médio de bolos de Natal no Japão subiu ¥325 neste ano, ou 7,8%, ante 2022, refletindo os custos em alta de quase todos os principais ingredientes, disse a Teikoku Databank em um relatório de pesquisa divulgado na terça-feira (5).

Publicidade

De acordo coma pesquisa, em média, bolos de Natal de 15cm de diâmetro estão custando ¥4.468.

Também por trás do aumento de preços estaria uma recuperação na demanda pós-pandemia, disse a empresa de pesquisa privada.

A pesquisa que cobriu bolos de Natal vendidos sob as marcas originais de 100 empresas descobriu que 81 aumentaram os preços e em 20 delas os valores subiram pelo menos ¥500, em sua maioria para produtos vendidos em lojas de departamento por ¥4 mil a ¥6 mil.

Enquanto isso, aumentos não excederam ¥300 para a maioria dos bolos vendidos em lojas de grande escala, como superstores, por ¥3 mil a ¥3.999.

Fonte: Nippon

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Escassez de semicondutores quase não afeta mais a indústria automobilística do Japão

Publicado em 6 de dezembro de 2023, em Economia

Esse problema está praticamente solucionado, mas as montadoras japonesas terão novos desafios em outros países, além da China.

Foto meramente ilustrativa de uma linha da montadora Nissan (Flickr)

A indústria automobilística do Japão recuperou a produção e as vendas em 2023, com a redução do impacto da pandemia do coronavírus e superando a escassez de semicondutores.

Publicidade

Entretanto, na China, o maior mercado do mundo, a mudança para veículos eléctricos (VE) progrediu e as montadoras japonesas que operam nesse país estão enfrentando dificuldades. Foi também um ano em que surgiram novos desafios nos Estados Unidos.

O volume total de produção global das 8 montadoras japonesas de carros excedeu o mesmo mês do ano passado durante nove meses consecutivos até outubro, e o volume de produção acumulado de janeiro a outubro aumentou 6,7% em relação ao mesmo período do ano passado, para aproximadamente 21,38 milhões de unidades. 

O impacto da pandemia do coronavírus recuperou a tal ponto que “deixou de ser um fator de aumento ou diminuição da produção e das vendas”, disse uma fonte da Toyota Motor. Embora a escassez de semicondutores ainda tenha alguns efeitos, por volta de setembro as vozes das grandes montadoras disseram que “quase desapareceu”. 

Assim, a escassez na oferta de veículos está melhorando e se vê recuperação nas vendas.  

Por outro lado, no mercado da China, a procura de veículos de novas energias, incluindo o VE, está aumentando, o que coloca as montadoras de carros movidos a gasolina, tanto as japonesas quanto as europeias, em dificuldade.

De acordo com a MarkLines, as vendas na China, no período de janeiro a outubro, caíram 25,1% para a Nissan, 16,7% para a Honda e 3,6% para a Toyota. A Mitsubishi Motors decidiu retirar a produção da China em outubro, sendo que a Toyota e a Honda também estão reduzindo o número de trabalhadores nas suas fábricas, à medida que cada uma delas se apressa para aumentar os seus lucros.

Além da China, desafios no Sudeste Asiático e EUA

No mercado chinês, cada montadora tem capacidade de produção excedentária e os fabricantes locais também lutam para garantir lucros, aumentando as exportações para o Sudeste Asiático e para a Europa. 

As montadoras japonesas têm uma elevada fatia do mercado no Sudeste Asiático, mas a concorrência com os fabricantes chineses deverá ficar acirrada.  

Além disso, embora tanto a produção como as vendas sejam fortes nos Estados Unidos, o aumento dos custos laborais devido à elevação dos preços é um problema. As 3 gigantes e principais montadoras na terra do Tio Sam, Toyota, Honda e Nissan, também decidiram aumentar os salários.

Os fabricantes de peças estão tendo dificuldade em garantir mão de obra e há casos em que a produção é afetada. As tendências na economia dos Estados Unidos também deverão ter um grande impacto no desempenho de cada montadora em 2024.

Fonte: ​Newswicht

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!