Primeira fábrica de carro em Okinawa

A primeira fábrica será de um veículo elétrico ultracompacto desenvolvido especialmente para essa província, Okinawa.

Modelo ultracompacto EV Micro 01 da Aim, cuja fábrica será em Okinawa (reprodução)

O Japan Mobility Show 2023 teve muitos expositores além das tradicionais montadoras existentes e, literalmente, se tornou um local para diversas propostas de mobilidade

Publicidade

Um desses carros que chamou a atenção foi um ultracompacto desenvolvido pela empresa de engenharia Aim. Embora não seja popular como as grandes montadoras, a empresa já competiu nas 24 Horas de Le Mans com um carro de corrida equipado com motor desenvolvido internamente e conquistou o 4.º lugar em 2010. Atualmente, além da pesquisa técnica relacionada a veículos elétricos (VEs), a empresa também planeja fabricar seus próprios, como parte do projeto veículos com nova energia (NEV).   

A Aim revelou nessa exposição um modelo denominado EV Micro 01, que se enquadra na categoria de mobilidade ultracompacta, conforme a definição do Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo do Japão (MLIT).

O desenvolvimento desse carro refletiu as opiniões das pessoas das ilhas e áreas turísticas de Okinawa e previu a necessidade dele não apenas como um meio conveniente de transporte diário, mas também para ser usado como carro alugado ou compartilhado nos destinos turísticos.

O design foi feito pela SN Design, liderada por Shiro Nakamura, que trabalhou para Isuzu e Nissan. Com base no conceito de estilo adequado ao cenário de Okinawa, são dois modelos, um aberto e outro fechado, para duas pessoas.

O tamanho é de 2,49 metros de comprimento, 1,29 m de largura e 1,55 m de altura, sendo que a distância entre os eixos é de 1,78 metro.

O veículo pesa 600kg, atinge velocidade máxima de 60km/h e autonomia de direção de 120 quilômetros.

A produção do Aim EV Micro 01 está programada para começar em 2025 na província de Okinawa, o que contribuirá para o desenvolvimento da economia local. A empresa pretende fixar o preço do veículo em si, excluindo a bateria, em menos de 1 milhão de ienes

Assista ao vídeo promocional.

Fontes: Engine e divulgação

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Hotéis de luxo do Japão visam turistas estrangeiros ricos com novas aberturas

Publicado em 11 de dezembro de 2023, em Sociedade

Enquanto o governo japonês espera aumentar os gastos por pessoa por viajantes do exterior, uma escassez de hotéis de luxo tem sido um problema.

Viajantes do exterior estão retornando ao Japão em grandes números, com tais hóspedes formando cerca de 3/4 do total no Palace Hotel de Tóquio em outubro (banco de imagens)

Operadores de hotéis de luxo no Japão estão buscando abrir novas propriedades designadas a atrair turistas ricos do exterior, esperando que eles formem a maioria dos hóspedes.

Publicidade

O Palace Hotel, cuja propriedade estandarte fica do outro lado do Imperial Palace em Tóquio, aumentará o número de hotéis que ele opera em todo o país em 2,5 vezes até 2030. O Imperial Hotel, um dos mais prestigiados do Japão, planeja abrir uma nova propriedade pela 1ª vez em 30 anos no popular mercado de turismo de Quioto.

Enquanto o governo japonês espera aumentar os gastos por pessoa por viajantes do exterior, uma escassez de hotéis de luxo tem sido um problema. Operadores de hotéis de alta gama estão investindo para compensar a falta em acomodações destinadas a visitantes estrangeiros abastados, cujos números estão aumentando.

De acordo com a Organização Nacional de Turismo do Japão, 2.516.50 turistas estrangeiros visitaram o país em outubro, alta de 0,8% em comparação ao mesmo mês em 2019, antes da pandemia da Covid.

Hóspedes estrangeiros são mais predominantes em hotéis de luxo. No Palace Hotel Tokyo, hóspedes do exterior contaram por cerca de 75% do total em outubro, alta de 5% em comparação a antes do surto do coronavírus.

A construção de novos hotéis visando turistas do exterior tem até agora focado mais no mercado do orçamento. Agora que visitantes ricos do exterior estão retornando em grandes números, a construção de acomodações de luxo começou a ganhar ritmo.

A desenvolvedora de propriedades Hulic, com sede em Tóquio, gastará dezenas de bilhões de ienes em hotéis e pousadas diretamente gerenciados no Japão até 2030. Ela dobrará o número de tais propriedades para 38, incluindo 17 pousadas de luxo, que cobrarão entre 100 mil e 300 mil o pernoite.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!