Companhia aérea é multada após passageiro morrer dentro de aeroporto

Um passageiros de 80 anos sofreu parada cardíaca devido a um atraso no serviço de cadeira de rodas em aeroporto na Índia.

Uma aeronave da Air India (ilustrativa/banco de imagens)

A reguladora de segurança de aviação da Índia impôs uma penalidade de cerca de US$36 mil sobre uma companhia aérea após um homem de 80 anos ter sofrido parada cardíaca devido a um atraso no serviço de cadeira de rodas, de acordo com reportagem divulgada em 1º de março.

Publicidade

O Diretório Geral de Aviação Civil (DGCA) emitiu uma ordem para mostrar causa (OMC) à Air India no mês passado por não cumprir com provisões a pessoas com mobilidade limitada após a morte do passageiro.

Babu Patel e sua esposa haviam solicitado suas cadeiras de rodas pré-reservadas quando chegaram ao Aeroporto de Mumbai em um voo da Air India em 12 de fevereiro. Eles haviam partido de Nova Iorque, nos EUA.

O casal foi solicitado a aguardar por assistência devido à alta demanda por cadeira de rodas.

Enquanto para a mulher foi fornecida uma cadeira de rodas, Patel teria decidido caminhar ao lado de sua esposa ao invés de esperar mais.

Patel desmaiou a caminho da imigração e foi levado às pressas para o hospital, onde ele teve a morte pronunciada.

Após o incidente, a Comissão Nacional de Direitos Humanos pediu a autoridades de aviação da Índia que apresentassem um relatório completo em 4 semanas e buscou compensação para a família enlutada.

Na quinta-feira (29), a reguladora disse que a companhia aérea falhou em cumprir com as provisões e tomar ação contra “funcionários transgressores”. A companhia aérea também falhou em apresentar qualquer ação corretiva tomada para prevenir a recorrência de tais incidentes no futuro”, disse o DCGA em uma declaração.

A Air India respondeu à ordem para mostrar causa, dizendo que a companhia aérea estava em “contato constante com familiares do passageiro, estendendo assistência necessária”.

Fonte: The Independent

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Avalanches em 3 províncias causam feridos e morte

Publicado em 4 de março de 2024, em Sociedade

As pessoas estavam praticando esqui ou snowboard quando foram pegas de surpresa pela avalanche, resultando em desaparecidos, feridos e até morte.

Policiais e bombeiros na montanha onde teve avalanche, em Tottori (ANN)

No fim de semana ocorreram avalanches e várias pessoas ficaram feridas. Além disso, há desaparecidos e ocorreu uma morte.

Publicidade

No sábado (2) ocorreu uma no Daisen (monte), na província de Tottori, a uma altitude aproximada de mil metros, com 3 homens envolvidos. Um deles, de 72 anos, foi salvo, mas dois de 52 e 55, de Fukuoka, ainda estão desaparecidos e as buscas continuam na segunda-feira (4).

10 envolvidos na avalanche em Nagano

A outra avalanche ocorreu por volta das 11h de sábado, a uma altitude de aproximadamente 1,4 mil metros do Monte Kazafuki, na vila de Otari (Nagano). Cerca de 10 pessoas de 2 grupos foram envolvidas, sendo que dois homens – um de Osaka e outro de Toyama – foram resgatados de helicóptero por volta das 13h30 e levados ao hospital.

As oito pessoas conseguiram escapar por conta própria e desceram a montanha, chegando por volta das 16h30. Todas as pessoas estavam praticando esqui freeride, ou fora da pista.

Avalanche em Hokkaido

Policias e bombeiros de Hokkaido (NHK)

Segundo a prefeitura de Rishirifuji (Hokkaido), de um grupo de 8 pessoas que estavam praticando snowboard freeride, 4 foram apanhadas por uma avalanche no monte Rishiri, de 1,7 mil metros.

Entre eles, um guia teve fratura na perna, uma mulher foi socorrida em estado crítico e dois conseguiram sair ilesos. Mais tarde, soube-se que a mulher não resistiu.

Fontes: NHK, ANN e FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!