Mulher leva morto a agência bancária para tentar sacar empréstimo

A mulher no Rio de Janeiro levou um idoso morto a uma agência bancária com o intuito de tentar sacar um empréstimo de R$17 mil.

A polícia disse que eles investigarão as circunstâncias da morte do idoso, incluindo se a mulher é de fato sua sobrinha (ilustrativa/banco de imagens)

Uma mulher no Rio de Janeiro levou na terça-feira (16) o corpo de um idoso a uma agência bancária com o intuito de tentar sacar um empréstimo de R$17 mil (US$3,4 mil), divulgou a mídia no Brasil.

Publicidade

Com suspeitas, funcionários do banco filmaram o incidente e chamaram a polícia. A mulher teria sido levada sob custódia, e o vídeo bizarro logo viralizou na mídia social.

A história foi divulgada pela primeira vez na TV Globo, que compartilhou uma versão desfocada do vídeo.

Nele, uma mulher, identificada como Érika de Souza Vieira Nunes, está ao lado de um idoso pálido em uma cadeira de rodas.

Aparentemente, ela está segurando a cabeça do homem, conversando com ele e pedindo que assinasse documentos para empréstimo.

Nunes se apresentou como sobrinha do idoso. “Tio, você está ouvindo? Você precisa assinar (o contrato de empréstimo). Se você não assinar, não tem como, porque eu não posso assinar por você”, disse Nunes no vídeo.

“Ele não está bem não”, disse uma funcionária do banco.

“Ele é assim. Ele não fala nada”, respondeu Nunes. “Tio, você quer ir ao hospital de novo?”.

Os funcionários logo ligaram para a polícia, a qual determinou que o homem, identificado como Paulo Roberto Braga de 68 anos, estava morto há poucas horas.

“Ela tentou fingir levá-lo para assinar o empréstimo. Ele já entrou no banco morto”, disse o chefe da polícia Fábio Luiz à TV. “O fato principal é continuar a investigação para identificar outros membros da família, e descobrir mais sobre esse empréstimo”.

A polícia disse que eles investigarão as circunstâncias da morte do idoso, incluindo se a mulher é de fato sua sobrinha, e se outras pessoas participaram da tentativa de fraude.

Nunes pode ser acusada de roubo através de fraude ou desvio dependendo da conclusão da investigação. O corpo do idoso foi levado pelas autoridades para investigação.

Dentro de poucas horas, a palavra “cadáver” se tornou o assunto trending no X em português.

Fonte: Brazil Reports

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Motivos do grande aumento de preços da alface, cenoura e repolho

Publicado em 17 de abril de 2024, em Economia

As hortaliças que normalmente custariam na faixa dos ¥100 estão com preços exorbitantes por 2 motivos.

Hortaliças mais caras no supermercado de Sendai (NTV)

Em fevereiro deste ano um repolho inteiro custava apenas 100 ienes. Mas, a situação mudou. Na terça-feira (16) as reportagens de duas emissoras foram às ruas e o que encontraram foi um grande aumento de preços de algumas hortaliças. Dependendo da região, os preços podem ser diferentes.

Publicidade

Em um dos supermercados o repolho estava com o preço de 278 ienes, com imposto. Metade de uma acelga custa 321 ienes, com imposto. A cenoura teve um aumento de 81% em relação ao mesmo mês do ano passado.

A alface, que é outra verdura muito consumida por ser indispensável nas saladas, está com preços elevados também. 

Os altos preços das hortaliças continuam desde meados de março e, de acordo com o Mercado Atacadista Central da Cidade de Sendai, os preços no atacado, em abril, aumentaram 134% para repolho e 181% para a acelga ou repolho chinês e cenoura, em comparação ao ano anterior.

Por que tanto aumento de preços e quando normalizarão

Alface da salada do cotidiano (Wikimedia)

Os motivos para esses aumentos significativos são dois. Um deles é que as áreas de produção das hortaliças estão mudando da cultura de inverno para a de primavera. As de inverno foram despachadas no começo de fevereiro devido à elevação das temperaturas. 

O segundo é houve dias de temperatura de inverno em março, por isso, a produção da primavera atrasou, o que acarretou em queda de expedição, consequentemente, os preços subiram.

Por outro lado, as batatas estão 4% mais baratas do que o normal devido ao clima estável em Hokkaido, e espera-se que continuem assim.

O Ministério da Agricultura, Florestas e Pescas (MAFF) calcula que os preços das hortaliças deverão voltar aos níveis normais à medida que as temperaturas subam. Assim, se recupera o desenvolvimento do cultivo

Fontes: NTV e FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!