OMS manifesta ‘enorme preocupação’ com transmissão de gripe aviária a humanos

Do início de 2023 a 1º de abril deste ano, a OMS havia registrado 463 mortes de 889 casos humanos em 23 países, colocando a taxa de mortalidade a 52%.

O atual surto de gripe aviária começou em 2020 e levou às mortes de dezenas de milhões de aves (ilustrativa/banco de imagens)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) manifestou preocupação na quinta-feira (19) em relação à crescente propagação da variante H5N1 da gripe aviária para outras espécies, incluindo humanos, que enfrentam uma taxa de mortalidade “extraordinariamente alta”.

Publicidade

“Isso continua sendo uma preocupação enorme”, disse o cientista chefe da agência de saúde das Nações Unidas, Jeremy Farrar, aos repórteres em Genebra, na Suíça.

O atual surto de gripe aviária começou em 2020 e levou às mortes de dezenas de milhões de aves, com as selvagens também infectadas, assim como mamíferos terrestres e marinhos.

Vacas e cabras se juntaram à lista no mês passado – um desenvolvimento surpreendente para especialistas porque não se acreditava que elas eram suscetíveis a esse tipo de influenza.

A cepa A (H5N1) se tornou uma “pandemia animal de zoonótica global”, disse Farrar.

“A grande preocupação do andamento é que ao infectar patos e galinhas e então cada vez mais mamíferos, o vírus agora evolui e desenvolve a habilidade de infectar humanos e então criticamente a habilidade de ir de humano para humano”.

Mas nas centenas de casos em que humanos foram infectados através de contato com animais, “a taxa de mortalidade é extremamente alta”, disse Farrar.

Do início de 2023 a 1º de abril deste ano, a OMS havia registrado 463 mortes de 889 casos humanos em 23 países, colocando a taxa de mortalidade a 52%.

Quando “você entra em contato com a população mamífera, então você está chegando mais perto dos humanos”, disse Farrar, alertando que o vírus está simplesmente procurando por novos hospedeiros”.

“É uma preocupação real”.

Farrar pediu pelo aumento do monitoramento, insistindo que era “muito importante compreender como as infecções humanas estão ocorrendo, porque é onde a adaptação (do vírus) acontecerá”.

Ele disse que esforços estavam em curso para o desenvolvimento de vacinas e terapias para tratar a H5N1 e enfatizou a necessidade de garantir que autoridades da saúde regionais e nacionais em todo o mundo tenham a capacidade de diagnosticar o vírus.

Fonte: Channel News Asia

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Grupo de médicos e dentistas no Japão processa o Google

Publicado em 19 de abril de 2024, em Sociedade

A gigante da tecnologia dos EUA está sendo processada por um grupo de médicos e dentistas no Japão por manter avaliações as quais eles dizem serem injustas.

No Google Maps, os usuários podem publicar suas avaliações sobre instituições e classificar seus serviços em uma escala de 1 a 5 (banco de imagens)

Um grupo de médicos e dentistas no Japão moveu uma ação judicial na quinta-feira (18) buscando um total de ¥1,4 milhão em danos do Google LLC por manter o que eles dizem ser avaliações (reviews) injustas publicadas em seu app de navegação.

Publicidade

Os requerentes, formados por 63 profissionais na indústria da saúde a nível nacional, moveram a ação junto ao Tribunal Distrital de Tóquio, afirmando que avaliações negativas infundadas deixadas no Google Maps causaram enormes inconvenientes aos seus negócios.

Essa é a primeira ação do tipo contra a gigante da tecnologia que fornece serviços de plataforma, de acordo com o conselho de defesa do grupo.

No Google Maps, os usuários podem publicar suas avaliações sobre instituições e classificar seus serviços em uma escala de 1 a 5. Outras informações sobre os negócios também estão disponíveis, incluindo local e horário de funcionamento.

“As operações de muitas instituições médicas foram obstruídas por difamações, insultos e publicações falsas de “fechado para o público”, disse um médico que administra sua clínica particular em Tóquio e é líder dos requerentes.

Yuichi Nakazawa, advogado dos requerentes, disse que não é certo que o Google não arque com nenhuma responsabilidade considerando a posição de desvantagem dos requerentes, acrescentando que é um fardo pesado para indivíduos solicitarem exclusões de avaliações.

Os requerentes de várias partes do Japão insistem que enquanto eles não possam argumentar contra avaliações infundadas devido à confidencialidade entre médico e paciente, o Google não tomou ação apropriada.

A gigante da tecnologia dos EUA vem tentando reduzir informação incorreta e confusões, mas se recusou a comentar sobre um caso individual.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!