Poeira amarela ainda incomoda na sexta-feira

Em quase todo o arquipélago a paisagem ficou turva por conta desse fenômeno chamado poeira amarela.

Carro coberto com a poeira amarela (NHK)

De acordo com a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ), a poeira amarela veio da China na quinta-feira (18), tendo sido observada em quase todo o arquipélago.

Publicidade

Dependendo do volume, a visibilidade fica seriamente comprometida. Se cair para 5 quilômetros de visibilidade o tráfego fica perigoso.

Além disso, para quem sofre de algum tipo de alergia, incluindo a polinose, precisa de proteção, como o uso de máscara.

A recomendação é antes de lavar o carro, passar uma água para retirar previamente essa areia para não danificar a pintura. Outro detalhe importante é que ao voltar para casa, se tiver areia no corpo, recomenda-se tomar uma chuveirada primeiro antes de usar o sabonete para não irritar a pele.

Por causa da poeira amarela a visão de Sakae, em Nagoia, ficou nebulosa (CBC TV)

Às 15h de quinta-feira, a visibilidade foi igual ou inferior a 10 quilômetros por causa desse fenômeno, chamado também de poeira asiática. As cidades afetadas foram Sendai, Kanazawa, Yokohama, Tsu, Quioto, Hiroshima, Matsue, Tokushima e Saga. 

Em Nagoia e Gifu a visibilidade foi de 12 e 15 quilômetros, respectivamente. Em outras cidades como Tóquio, Osaka e Fukuoka a visibilidade também foi superior a 10 km.

Na sexta-feira (19) a poeira amarela continuou cobrindo uma vasta área, de Kyushu a Tohoku, sendo que em alguns locais a visibilidade pode cair a 5 km ou menos. 

Até a noite de sexta-feira a poeira amarela deverá ter ido da maioria das regiões, mas ainda restará em algumas localidades.

Comparação da cobertura da poeira amarela à meia-noite e ao meio-dia de sexta-feira (AMJ)

Fontes: NHK, AMJ, CBC TV e WeatherMap

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Penhora do saldo bancário para quitação de dívida pública, como impostos atrasados

Publicado em 19 de abril de 2024, em Sociedade

Os contribuintes inadimplentes terão o saldo da conta bancária retido para quitação das dívidas com a prefeitura. Veja como funciona e onde foi implementado.

Foto ilustrativa de uma tela do saldo da conta bancária (reprodução do Resona Bank)

Soube-se na quinta-feira (18) que desde segunda-feira (15), foi estabelecido um serviço fornecido pela NTT Data, o primeiro do tipo no Japão, de digitalização parcial para o procedimento de retenção de parte do saldo da conta bancária do inadimplente de impostos e parcelas do seguro saúde.

Publicidade

A implementação foi entre o Saitama Resona Bank e a prefeitura da cidade de Kazo (Saitama), para resolver o problema da inadimplência com as dívidas públicas.

As prefeituras, no caso as credoras, podem fazer a penhora do saldo dos contribuintes inadimplentes, através das instituições financeiras, o que demanda tempo, pois é preciso enviar uma solicitação ao banco e esse, por sua vez, preparam documentos dos resultados disponíveis ao solicitante, por correio.  

De acordo com a lei atual, os avisos de retenção do saldo bancário são usados ​​em conjunto com correspondências em papel.

Com a introdução do serviço, as instituições financeiras e as prefeituras poderão trocar os dados eletrônicos. Os governos locais podem, não apenas saber rapidamente os resultados do processo, mas também reduzir os custos com os Correios. Para as instituições financeiras, isso reduzirá pela metade o tempo necessário para verificar os documentos.

Além da prefeitura da cidade de Kazo, mais uma introduziu o serviço. O Saitama Resona Bank e outros bancos pretendem aumentar o número de prefeituras para introduzir esse sistema.

Fonte: Yomiuri 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!