Criança de 1 ano é a paciente mais jovem a receber transplante de pulmão no Japão

A menina de 1 ano de idade tornou-se a paciente mais jovem no Japão a receber um transplante de pulmão. Veja mais.

A cirurgia foi realizada no Hospital da Universidade de Okayama (ANN)

Uma menina de 1 ano de idade tornou-se a paciente mais jovem no Japão a receber um transplante de pulmão, na quinta-feira (11), de acordo com um hospital na província de Okayama, oeste do Japão, onde a cirurgia foi realizada.

Publicidade

Segundo a reportagem do Japan Today, a menina sofria de hipertensão pulmonar, ou pressão alta nos pulmões, afetando principalmente os vasos sanguíneos que os abastecem. Se as artérias e capilares pulmonares forem muitos estreitos ou ficarem bloqueados, isso pode eventualmente fazer com que o músculo do coração enfraqueça e falhe.

O Hospital da Universidade de Okayama disse que a menina desenvolveu dificuldades respiratórias logo após o nascimento e vinha respirando com ajuda de aparelhos na unidade intensiva de tratamento desde então.

Como sua condição não melhorou apesar do tratamento, ela foi registrada junto a um grupo de coordenação de transplante em fevereiro para receber órgãos.

A Rede de Transplante de Órgãos do Japão disse que o doador era um menino com menos de 6 anos de idade que teve a morte cerebral declarada na quarta-feira em um hospital na província de Hiroshima. Ele sofria de uma hemorragia cerebelar e sua família concordou em doar seus órgãos.

No Japão os órgãos podem ser doados de pessoas que têm morte cerebral, independentemente de suas idades, com o consentimento da família, a menos que a pessoa tenha expressado o desejo de não doá-los, com base na revisada lei de transplante de órgãos que entrou em vigor no ano de 2010.

No entanto, critérios de morte cerebral mais rigorosos são aplicados a crianças com menos de 6 anos de idade porque acredita-se que seus cérebros têm forte habilidade para se recuperar.

Fonte: Japan Today
Imagem: Bank Image

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Conheça os melhores pontos turísticos de Shiga

Publicado em 13 de maio de 2017, em Conhecendo o Japão, Turismo em Shiga

Você acha que Shiga só tem o Biwako? Confira alguns incríveis pontos turísticos de Shiga!

Embora o Biwako (ou Lago Biwa) preencha 1/6 de Shiga, a província possui muitos pontos turísticos especiais como templos, pontos de interesse público e muitos outros. Conheça alguns pontos turísticos tradicionais e até alguns pouco conhecidos da província de Shiga.

Publicidade

10 – Ruínas do Castelo de Adzuchi

O castelo de Adzuchi, construído por Oda Nobunaga, um dáimio que conquistou quase todo o Japão, é considerado como castelo, mas o senhor feudal não morava nele, mas em sua mansão no local.

Como a segurança do local era muito baixa, os especialistas acreditam que era um castelo para mostrar sua influência política. Contudo, o local continua sendo um dos maiores pontos turísticos históricos de Shiga!

Mapa de acesso: clique aqui
Site: clique aqui

09 – Oumihachiman Tourism Association (Suigo Meguri)

Que tal realizar um passeio em barcos tradicionais japoneses em rios e lagos da província enquanto conhece a natureza e a cidade de Shiga?

Os passeios possuem uma característica própria em cada estação do ano: na primavera os campos ficam floridos com flores de canola, no verão muitas flores e plantas embelezam o local e no outono as diversas cores das folhas (momiji, queda das flores de outono) tornam o local mais colorido.

Os preços são muito acessíveis! O aluguel de um barco para 6 pessoas custa em torno de ¥8,230 ~ ¥11,100 em um passeio de 60 a 120 minutos.  (Para alugar um barco, é necessário realizar reservas)

Aproveite para tirar o estresse com sua família!

Página com informações dos passeios (japonês): Clique aqui

08 – Templo de Ishiyama

Este templo foi construído em cima de um aglomerado de wollastonita, considerados como monumentos naturais do país.

O objeto de veneração do templo é a estátua de Nyoirin Kan’non, um praticante budista de austeridades versado nas práticas de exorcismos e conhecido por sua eficácia em garantir partos seguros, felicidade e fortuna, e casamentos.

O templo é conhecido por ser o lugar onde a romancista Murasaki Shikibu começou a escrever o Genji Monogatari, ou História do Genji (livro adaptado para várias línguas, inclusive o português).

É um dos principais lugares para os amantes da história e literatura japonesa.

Mapa de acesso: clique aqui
Site: clique aqui

07 – Adzuchijo Tenshu (Torre de vigia do Castelo de Adzuchi) – Nobunaga no Yakata

Por mais que as ruínas e o muro de pedra do Castelo de Adzuchi ainda restam na província, o edifício principal é localizado na Mansão de Nobunaga, um pouco afastada do castelo. Este lugar exibe toda a sensibilidade de Nobunaga.

Na realidade, o local possui influência católica devido aos missionários da Igreja Católica que visitaram o Castelo de Aduzchi. Na época, os missionários registraram que o castelo supera as construções europeias.

Uma ótima oportunidade de fazer uma viagem no tempo nos restos do Castelo de Aduzchi, que foi destruído pelo fogo.

Mapa de acesso: clique aqui
Site: clique aqui

06 – Samegaishuku

Este local era a 61ª pousada construída no Nakasendo, um caminho construído na era Edo que conectava Edo com Quioto, em volta do rio Jizo, conhecido por suas águas purificantes.

O local agora é um museu histórico da era Edo e patrimônio cultural registrado pelo país. Um ótimo lugar para conhecer um pouco da era Edo e se purificar no rio Jizo.

Mapa de acesso: clique aqui
Site (japonês): clique aqui

05 – Castelo de Hikone

O Castelo de Hikone, muito conhecido pela mascote “Hiko-nyan”, possui uma das torres de castelo mais bonitos do país e é um dos únicos castelos considerados tesouro nacional.

Quando o Castelo de Hikone estava prestes a ser demolido, o imperador Meiji, após ter terminado uma série de viagens por diversas regiões, ordenou a preservação do castelo. Essa é uma história muito conhecida.

Além disso, os arredores do local são considerados como sítios históricos especiais. Este é um dos tradicionais pontos turísticos de Shiga.

Mapa de acesso: clique aqui
Site (japonês): clique aqui

04 – MIHO MUSEUM

É um museu de artes baseado na imagem da Arcadia. O projeto arquitetônico foi feito por Ieoh Ming Pei, responsável pela construção da pirâmide de vidro do Museu de Artes de Louvre e do museu leste da Galeria Nacional de Washington.

A coleção de arte do museu contém mais de 2000 artes e ofícios de alta qualidade do Egito, Grécia, Roma, Oriente Médio, Gandara, China e até vestígios das civilizações do Japão. Além disso, o local é muito bonito na primavera e no outono!

Mapa de acesso: clique aqui
Site (inglês): clique aqui

03 – Kurokabe Square

O Kurokabe Square é uma região ao longo da rodovia Hokkoku de Edo de ruas de centros comerciais que existiram antigamente. Atualmente, esse ponto turístico reúne ruas antigas e coisas modernas. O local é muito conhecido por seus produtos de vidro, mas também possui muitos artefatos, antiguidades ocidentais, caixas de música, e até restaurantes e cafeterias.

Além disso, um dos atrativos do local é poder realizar uma experiência prática de construção de vidros na oficina de vidro. Este é uma parada obrigatória para quem for visitar Shiga.

Mapa de acesso: clique aqui
Site (japonês): clique aqui

02 – Hieizan Enryakuji

O Hieizan Enryakuji é um templo para orar pela paz e harmonia do mundo. O Hieizan é uma montanha onde é possível observar a cidade de Quioto a oeste e o Biwako a leste, e cercado por uma rica natureza. Devido a isso, foi registrado como Patrimônio Cultural Mundial pela UNESCO em 1994.

O local pode ser acessado por estradas ou teleféricos. Após passar pelo local e deixar uma oração, é recomendável um passeio pelos arredores.

Mapa de acesso: clique aqui
Site (inglês – pdf): clique aqui

01 – Biwako

O maior lago do Japão não poderia ficar fora desta lista. O Biwako é considerado um dos lagos mais antigos do mundo, ficando atrás apenas dos lagos Tanganica (na África) e Baikal (na Rússia). A partir do Biwako, correm o rio de Seta e o Lake Biwa Canal.

O rio Seta (ou Setagawa), que toma os nomes de Uji e Yodo durante seu percurso, deságua na Baía de Osaka, e mais de 14 milhões de pessoas convivem todos os dias com as águas do Biwako.

Se as condições estiverem favoráveis, é possível observar miragens no início de verão e em outono e inverno.

O Biwako certamente é o ponto turístico mais famoso de Shiga, mas a província possui muitos outros além dos apresentados nesta matéria!

Mapa de acesso: clique aqui
Site (inglês): clique aqui

Fonte: Retrip

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!