35 japoneses suspeitos de fraude estão detidos na China

As autoridades chinesas podem ter descoberto um esquema de fraude do exterior, aplicado no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa das autoridades policiais da China, de Beijing (Wikipedia)

O motivo do pedido de cooperação do Japão para a China foi para a busca dos elementos suspeitos de terem cometido fraude de faturamento, conhecido como furikome sagi (振り込め詐欺). Esse é um tipo de fraude onde o elemento telefona para seu alvo, se passando por amigo do suposto filho, o qual se encontra em dificuldade e precisa de dinheiro. O criminoso tanto pode ir buscar o dinheiro como pede para fazer depósito em uma conta designada.

Publicidade

Atendendo ao pedido, as autoridades de segurança da China detiveram 35 japoneses, soube a NHK. Eles se encontram detidos na província de Fujian, sul do país. 

De acordo com as fontes da NHK, houve um comunicado da detenção desses 35 suspeitos de fraude. Isso teria ocorrido no começo deste mês para o governo japonês.

Esses elementos são suspeitos de fraudes cometidas na província de Chiba. Eles teriam se revezado para fazer os telefonemas a fim de levantar faturamento. A Agência Nacional de Polícia do Japão teria solicitado colaboração na investigação para a Agência de Segurança Pública da China. Mas, a NHK não informa quando isso aconteceu.

Descoberto o esquema de fraude do exterior aplicado no Japão?  

Como não existe tratado de extradição dos suspeitos, a decisão sobre o destino dos 35 retidos deverá ser efetuada pela Agência de Segurança Pública da China.

A NHK informou que em muitos casos de fraude de faturamento os criminosos costumam agir do exterior. Com a finalidade de escapar da repressão da polícia japonesa, eles se instalam em algum outro país como a China ou outros para efetuarem os telefonemas.

Segundo a NHK, a expectativa é que as investigações efetuadas pelas autoridades chinesas elucidem esse tipo de atividade fraudulenta.

Fonte: NHK
Imagem ilustrativa: Wikipedia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Abe visita Oita e Fukuoka para manifestar apoio e avaliar os danos da tragédia

Publicado em 12 de julho de 2017, em Sociedade

Uma criança desabrigada disse ao primeiro-ministro Shinzo Abe que está preocupada com o seu cão que deixou em casa.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Primeiro-ministro Shinzo Abe visita Oita e Fukuoka para avaliar os danos da tragédia e conversar com desabrigados (Sankei News)

A agenda do primeiro-ministro Shinzo Abe, desta quarta-feira (12), foi destinada a visitar Oita e Fukuoka para avaliar os danos da tragédia. Vestido de uniforme azul, como sua comitiva, ele chegou em Hita (Oita) depois das 11h00.

Publicidade

A cidade perdeu 3 vidas, esteve com estradas interrompidas, uma ponte da JR foi destruída, levada pelas enxurradas e deslizamentos, os quais destruíram várias casas dos residentes locais. Conferiu os danos causados pela tragédia provocada pelas chuvas intensas e inspecionou também as obras de reconstrução sendo efetuadas na cidade.

O presidente da JR de Kyushu solicitou cooperação a Abe. “Com certeza”, afirmou o primeiro-ministro, manifestando atitude positiva em relação à reconstrução e restauração dos locais afetados.

Verificação ‘in loco’ dos estragos causados pela tragédia de Kyushu (ANN)

Abe cumprimenta e ouve os desabrigados

O primeiro-ministro visitou o Centro Cultural de Hita, onde se encontram 57 desabrigados, de 22 famílias, por conta da tragédia.

Com o calor, a primeira pergunta ao responsável local foi se tem ar-condicionado e conversou com cada uma das pessoas. Um homem lhe disse “a preocupação de todos nós é querer saber como estão nossas casas”.

“Estou preocupada com o cachorro que deixei em casa”, confessou uma menina, ao primeiro-ministro.

No período da tarde, Abe e sua comitiva visitam Fukuoka.

Abe tirou o boné, cumprimentou e conversou com as famílias desabrigadas (ANN)

Fontes e fotos: ANN e Sankei News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência