Mulher é presa por deixar filho em restaurante enquanto saiu para beber

A mulher de Saitama deixou o filho no restaurante e saiu para beber em um outro local.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A mulher deixou o filho em um restaurante de kebab no distrito de entretenimento de Roppongi, enquanto saiu para beber (TBS News/reprodução)

A Polícia Metropolitana de Tóquio prendeu uma mulher de 43 anos por supostamente ter deixado seu filho, de apenas 1 ano de idade, perto de um restaurante no distrito de Minato em uma noite na semana passada enquanto ela saiu para beber, divulgou o jornal Sankei na terça-feira (16).

Publicidade

Um pouco antes das 23h de 12 de janeiro, Fukure Miyoshi, residente da cidade de Hanyu (Saitama), teria deixado seu filho em um restaurante de kebab no distrito de entretenimento de Roppongi, enquanto ela saiu para beber em um bar de outro local.

Miyoshi, que está sendo acusada de abandono do filho, nega as acusações. “Deixá-lo para trás não era minha intenção”, teria dito a mulher à Delegacia de Polícia de Azabu.

De acordo com a polícia, um funcionário do restaurante encontrou a criança chorando na calçada perto do estabelecimento por volta das 23h30 e alertou a polícia. A temperatura no lado de fora era de 1,8 graus Celsius.

Então, um pouco mais tarde, um policial encontrou Miyoshi embriagada em uma rua a cerca de 100 metros de distância. “Não preciso de um filho”, teria dito ela na hora. “Quero sair por aí”.

Fonte: Japan Today, Tokyo Reporter
Imagem: News TBS

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Temperaturas chegam a -67ºC em região da Rússia

Publicado em 17 de janeiro de 2018, em Notícias do Mundo

Mesmo com temperaturas de -40ºC as crianças vão à escola, mas na terça-feira, com -67ºC, as aulas foram canceladas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mesmo com temperaturas de -40ºC as crianças vão à escola, mas na terça-feira, com -67ºC, as aulas foram canceladas (Time/reprodução)

Nem os termômetros estão suportando as temperaturas em queda na região remota de Yakutia, na Rússia, que atingiram os 67 graus negativos em algumas áreas na terça-feira (16).

Publicidade

Em Yakutia – uma região de um milhão de pessoas localizada a cerca de 5.300 quilômetros ao leste de Moscou – rotineiramente, os estudantes vão à escola mesmo com temperaturas marcando 40 graus negativos.

Contudo, na terça-feira, as aulas foram canceladas em toda a região e a polícia pediu aos pais que mantivessem seus filhos dentro de casa.

No vilarejo de Oymyakon, um dos locais habitados mais frios do planeta, a rede de televisão estatal russa mostrou o mercúrio descendo para a parte inferior de um termômetro que foi ajustado para medir somente temperaturas abaixo de 50 graus negativos.

Em 2013, Omyakon registrou a temperatura mais baixa de todos os tempos, 71 graus negativos.

Nessa foto em 14 de janeiro, Anastasia Grudzva posa para foto com suas amigas enquanto a temperatura caiu para cerca de -50ºC em Yakutsk, Rússia (sakhalife.ru. foto via AP)

No último fim de semana, dois homens morreram congelados quando tentavam andar até uma fazenda próxima após o carro em que estavam ter enguiçado. Outros três homens que estavam com eles sobreviveram porque usavam roupas mais quentes, segundo investigadores.

Residentes de Yakutia estão acostumados ao frio extremo e mesmo a temperatura negativa desta semana não dominou as manchetes locais na terça-feira.

Contudo, alguns meios de comunicação publicaram selfies relacionadas ao clima congelante e reportagens sobre façanhas no frio extremo.

Mulheres postaram fotos com seus cílios congelados, enquanto a Yakuti Media publicou uma foto de estudantes chineses que tiraram suas roupas para mergulhar em uma fonte de águas termais.

Fonte: Mainichi, AP
Imagem: Time

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância