Número recorde de idosos no Japão devolveu suas carteiras de habilitação

Por trás do grande aumento no número de idosos que efetuou a devolução voluntária foi a introdução de um teste cognitivo mais rígido em 2017.

Acidentes de tráfego envolvendo motoristas idosos é um problema grave no Japão (imagem ilustrativa)

Um número recorde de motoristas idosos, com idade de 75 anos ou mais, devolveu voluntariamente suas carteiras de habilitação em 2017, informou a ANP- Agência Nacional de Polícia no sábado (24).

Publicidade

O número de motoristas totalizou 252.677, cerca de 1,5 vez o número de 2016, e o maior desde 1998, quando o sistema de devolução voluntária foi introduzido, segundo a ANP, citando dados preliminares.

Acidentes de tráfego envolvendo motoristas idosos, que ocorreram devido em parte a problemas cognitivos, se tornaram uma questão grave no país.

Em alguns deles motoristas idosos confundiram o freio com o acelerador ou dirigiram na contramão em vias expressas.

Por trás do grande aumento no número de idosos que efetuou a devolução voluntária foi a introdução de um teste cognitivo mais rígido em março do ano passado.

Aqueles com idade de 75 anos ou mais precisam realizar o teste ao renovar a carteira de habilitação ou quando são multados por certas violações no tráfego.

Fonte: Japan Today
Imagem: Bank Image

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Aparelhos de ar-condicionado vão observar movimentos de funcionários

Publicado em 27 de fevereiro de 2018, em Sociedade

As informações obtidas pelos aparelhos serão usadas para monitorar a saúde dos funcionários e melhorar a segurança no ambiente de trabalho.

A empresa japonesa Daikin vai coletar e vender dados sobre como os funcionários interagem (imagem ilustrativa)

A fabricante de ar-condicionado Daikin Industries planeja permitir que seus aparelhos reúnam dados sobre os movimentos dos funcionários e o ambiente onde trabalham, visando iniciar um novo serviço que vai aconselhar seus clientes sobre como criar melhores locais de trabalho.

Publicidade

Um sensor instalado nos aparelhos de ar-condicionado acoplados no teto reunirá dados sobre atividade no escritório, luz e níveis de barulho.

O sensor pode medir como os trabalhadores se movimentam pelo escritório e o quão rápido eles andam. A informação será usada para monitorar a saúde dos funcionários e melhorar a segurança no ambiente de trabalho.

Dados sobre níveis de atividade serão usados para verificar sinais de pessoas que sofrem com baixa saúde mental e física e criar melhores distribuições de assentos, por exemplo. Dados sobre níveis de luz e de barulho podem ajudar a empresa a encontrar propostas para melhores configurações dos móveis do escritório.

O serviço que a Daikin visualiza é o mais recente exemplo de uma fabricante que busca comercializar a informação que tem à sua disposição ao usar tecnologias de grande volume de dados. A informação que ela reunir será armazenada e processada em um sistema de computação em nuvem administrado pela empresa.

A Daikin espera trabalhar com cerca de 10 empresas parceiras, incluindo fabricantes de móveis para escritórios, empresas de segurança e especialistas de tecnologia da informação para desenvolver o serviço de consulta. A Daikin receberia taxas de parceiros para uso de seus dados.

Fonte: Nikkei
Imagem: Bank Image

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros