Ilha dos gatos mais famosa do Japão quer reduzir número de felinos

A falta de pessoas, assim como de infraestrutura, fez a sociedade da ilha pensar que ela não pode mais sustentar um número maior de gatos do que já tem.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mais de 130 gatos em Aoshima (Wikimedia/暇・カキコ)

Aoshima, ilha que faz parte da província de Ehime, é comumente considerada um paraíso dos felinos.

Publicidade

Embora não seja a única ilha de gatos do Japão, ela é a mais famosa, atraindo visitantes nacionais como internacionais, que vêm para ver os 130 gatos que circulam pelas ruas da ilha.

Na verdade, os residentes de Aoshima sentem que finalmente a ilha chegou a um ponto de ter muitos gatos. Enquanto os animais podem vaguear por onde queiram, eles são amplamente cuidados pela Associação de Proteção aos Gatos de Aoshima, a qual recomendou que todos os felinos na ilha sejam castrados/esterilizados para reduzir gradualmente sua população.

Treze residentes e mais de 100 gatos na ilha (Wikimedia/暇・カキコ)

Em contraste aos 130 gatos que vivem na ilha, há somente 13 residentes humanos, com uma média de idade de 75 anos. A falta de pessoas, assim como de infraestrutura, fez a sociedade pensar que ela não pode mais sustentar um número maior de felinos do que Aoshima já tem. Em 2016, a organização até havia solicitado doações de comida de gato para alimentar os felinos.

Veterinários para castrar os animais em Aoshima

A sociedade de proteção recomendou a iniciativa da castração/esterilização em julho passado, e a cidade agora destinou fundos para tal programa em sua proposta preliminar de orçamento para o próximo ano fiscal.

Trabalhando junto com a organização de bem-estar animal da província de Hyogo, a Dobutsu Kikin, o plano traria veterinários a Aoshima, os quais permaneceriam na ilha enquanto os procedimentos fossem realizados, o que custaria cerca de 400 mil ienes em viagem e acomodação.

Porto de Asohima (Wikimedia/暇・カキコ)

Influxo de visitantes não está acompanhado de lucros

Enquanto Aoshima tenha se tornado um destino popular de turismo, a quase falta de comércio no local – não há uma única de máquina de venda automática na ilha, uma condição surpreendente para uma cidade no Japão – significa que o influxo de visitantes não está acompanhado por uma entrada de lucros, então é improvável que haja dinheiro suficiente nos cofres para simplesmente expandir os serviços e instalações da Sociedade de Proteção aos Gatos de Aoshima.

Um cronograma para o programa proposto ainda será estabelecido, mas o novo ano fiscal se inicia na primavera, então se a iniciativa for finalmente aprovada, as operações começariam em breve.

Fonte: Sora News 24
Imagem: Wikimedia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Número recorde de idosos no Japão devolveu suas carteiras de habilitação

Publicado em 27 de fevereiro de 2018, em Sociedade

Por trás do grande aumento no número de idosos que efetuou a devolução voluntária foi a introdução de um teste cognitivo mais rígido em 2017.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Acidentes de tráfego envolvendo motoristas idosos é um problema grave no Japão (imagem ilustrativa)

Um número recorde de motoristas idosos, com idade de 75 anos ou mais, devolveu voluntariamente suas carteiras de habilitação em 2017, informou a ANP- Agência Nacional de Polícia no sábado (24).

Publicidade

O número de motoristas totalizou 252.677, cerca de 1,5 vez o número de 2016, e o maior desde 1998, quando o sistema de devolução voluntária foi introduzido, segundo a ANP, citando dados preliminares.

Acidentes de tráfego envolvendo motoristas idosos, que ocorreram devido em parte a problemas cognitivos, se tornaram uma questão grave no país.

Em alguns deles motoristas idosos confundiram o freio com o acelerador ou dirigiram na contramão em vias expressas.

Por trás do grande aumento no número de idosos que efetuou a devolução voluntária foi a introdução de um teste cognitivo mais rígido em março do ano passado.

Aqueles com idade de 75 anos ou mais precisam realizar o teste ao renovar a carteira de habilitação ou quando são multados por certas violações no tráfego.

Fonte: Japan Today
Imagem: Bank Image

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância