Novo visto para trabalhadores estrangeiros a partir de abril de 2019

Começam os preparativos para implementação da aceitação de estrangeiros para trabalhos em diversos setores, no Japão.

Governo estuda diretrizes para o novo visto a fim de ampliar as frentes de trabalho para estrangeiros qualificados (PxHere e Pixabay)

Foi realizada uma coletiva de imprensa na quarta-feira (11) para explicações a respeito da ampliação da aceitação de estrangeiros para trabalhos em setores específicos.

Publicidade

Yoshihide Suga, o secretário-chefe de gabinete do governo, recebeu os jornalistas em Tóquio. “Vou preparar uma reunião ministerial relacionada em breve para decidirmos sobre a legislação necessária”, disse.

Explicou que o governo está analisando os tipos de profissionais e o fortalecimento do ensino do idioma japonês. Pretende fazer isso durante este mês.

Também declarou que deseja aplicar a nova política de gestão do novo status de residência dos trabalhadores estrangeiros a partir de abril do ano que vem.

“Gostaria de criar um mecanismo para aceitação de ampla gama de especialistas estrangeiros com experiência e habilidades”, afirmou. Os setores que necessitam dessa demanda são os da agricultura e construção civil. Há outros, em estudo, no total de 5.

Mas voltou a enfatizar “não se trata de um simples trabalhador, tampouco de política imigratória”.

O governo pretende submeter à aprovação da Dieta a emenda à Lei de Controle de Imigração em sessão extraordinária no outono deste ano.

Fontes: Jiji Press e Nikkei 
Fotos: PxHere e Pixabay

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Alunas são ‘trancadas no porão’ por atraso no pagamento de taxas escolares

Publicado em 12 de julho de 2018, em Notícias do Mundo

As meninas, com idades entre 4 e 6 anos, foram trancadas no porão da instituição de ensino porque seus pais não haviam pagado as taxas escolares. 

Representantes da escola disseram à mídia local que as alunas foram mantidas em um “centro de atividade” (imagem ilustrativa)

A polícia de Déli, na Índia, registrou uma queixa contra uma escola de meninas onde 16 alunas foram trancadas no porão por cinco horas.

Publicidade

As meninas estariam trancadas porque seus pais não haviam pagado as taxas escolares. Todas elas são alunas do jardim da infância e têm entre quatro e seis anos de idade.

Representantes da escola disseram à mídia local que as alunas foram mantidas em um “centro de atividade”, mas não fizeram comentários adicionais.

Segundo os pais das meninas, eles descobriram que suas filhas estavam trancadas quando foram buscá-las, mas não as encontraram na sala de aula.

De acordo com a queixa apresentada pelos pais junto à polícia, as meninas ficaram no porão da escola das 7h30 às 12h30.

Os pais disseram que estava muito quente no porão e que as meninas estavam “com fome e com sede”.

“Nós poderemos divulgar o nome da pessoa responsável pela experiência penosa da crianças após nossas investigações serem concluídas”, disse um oficial da polícia à rede BBC.

Alguns pais disseram que já haviam pagado as taxas da escola. “Mesmo após eu ter mostrado a prova, o diretor não foi tolerante ou se mostrou arrependido”, disse um pai ao site indiano de notícias NDTV.

A Comissão de Déli para Proteção dos Direitos da Criança teria instaurado um inquérito.

Fonte: BBC
Imagem: Banco de imagens

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!