Painel propõe evacuação em massa de áreas costeiras se megaterremoto ocorrer

A proposta é que todos os residentes das áreas costeiras central e oeste devem evacuar se a região for atingida por um massivo terremoto que poderia ocorrer nos próximos 30 anos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

(Mainichi)

Um conselho do governo em medidas antidesastre propôs na terça-feira (11) que todos os residentes das áreas costeiras central e oeste do Japão devem evacuar se a região for atingida por um massivo terremoto que poderia ocorrer nos próximos 30 anos.

Publicidade

O conselho pediu ao governo que emita ordens de evacuação para todos os residentes, incluindo aqueles não afetados imediatamente, se um terremoto de magnitude 8 ocorrer na Nankai Trough – fossa submarina de Nankai – que se estende do largo da costa da central do arquipélago até o sudoeste.

Os residentes seriam avisados para se manterem em alerta por cerca de uma semana após o terremoto, visto que registros passados mostram que um tremor de escala similar seguiu o principal nas outras regiões hipocentrais, dentro de 32 horas no caso mais curto.

De acordo com estimativa do governo, há uma chance de 70 a 80 por cento de um terremoto de magnitude 8 a 9 ocorrer ao longo da fossa dentro dos próximos 30 anos. No pior caso, o terremoto poderia produzir um massivo tsunami de mais de 30 metros de altura, matando 323.000 pessoas.

Com base na proposta, o governo está determinado a compilar diretrizes sobre medidas antiterremoto para governos municipais e estabelecimentos que poderiam ser afetados pelo possível desastre, enquanto trabalha na revisão da lei sobre medidas contra terremotos de grande escala.

Seguindo as diretrizes, espera-se que governos locais prepararem seus planos de evacuação.

O conselho também propôs emitir alertas se um terremoto de magnitude menor, de 7, atingir as áreas ou fenômeno anormal for detectado, como deformação subterrânea com tremores que não são fortes o suficiente para serem sentidos pelos residentes.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Pesquisa entre estrangeiros: 74% estão muito interessados em trabalhar no Japão

Publicado em 12 de dezembro de 2018, em Comportamento

Com a aprovação dos novos vistos, a grande maioria dos estrangeiros acha apropriado o conhecimento do idioma japonês.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Com a aprovação da revisão da Lei da Imigração, 74% dos entrevistados querem vir ao Japão para trabalhar (Flickr)

O Instituto de Pesquisas Pasona anunciou na segunda-feira (10) o que pensam os estrangeiros sobre os novos vistos de trabalho no Japão, especialmente o de no máximo 5 anos.

Publicidade

Foram entrevistadas, online, 860 pessoas residentes em 4 países: Índia, Indonésia, Filipinas e Vietnã. São da faixa dos 20 aos 50 anos, de ambos os sexos, com formações escolares diversas, do ginásio a PhD. Porém, 68% têm curso superior completo.

A pesquisa quis ver o nível de consciência sobre as condições da revisão da Lei de Controle da Imigração aprovada no dia 8.

À primeira pergunta se há interesse nos novos status de permanência, 74% responderam positivamente que “sim, muito interesse” e 22% “até tenho interesse”.

Em relação tempo máximo de permanência de 5 anos, 66% acham apropriado. As opiniões sobre quanto tempo gostariam de trabalhar no Japão se dividiram. Dois grupos de 34% indicaram 3 a 5 anos e de 5 a 10 anos. Mas 22% demonstraram vontade de permanecer no país.

Em relação à exigência do nível básico do idioma japonês 65% acharam apropriado. Um grupo de 23% achou “muito fácil” contra apenas 12% de “muito rigoroso”.

Metade (48%) dos entrevistados apontaram que gostariam de vir acompanhados da família, apesar de saberem que para o status de no máximo 5 anos não é permitido.

Veja quais são as áreas que os estrangeiros mais demostraram interesse em trabalhar.

Imagem: Pasona

Fonte: Pasona

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades