Aumento de acidentes envolvendo motos aquáticas e banana boats

O conselho de segurança dos transportes informou que acidentes envolvendo motos aquáticas e banana boats estão aumentando no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

(ilustrativa/banco de imagens)

O Conselho de Segurança de Transportes do Japão, afiliado do ministério dos transportes, emitiu um alerta, visto que acidentes envolvendo motos aquáticas vêm aumentando recentemente.

Publicidade

Nos 10 anos até 2018 ocorreu um total de 454 acidentes envolvendo os veículos aquáticos, deixando 59 mortos e outras 510 pessoas feridas, de acordo com o conselho. Acidentes com motos aquáticas tendem a atingir o pico em agosto.

O número de acidentes totalizou 52 em 2016, 34 em 2017 e 47 em 2018.

Houve um aumento de acidentes que acontecem quando banana boats, ou boias infláveis recreacionais em formato de banana, e itens similares são puxados por veículos aquáticos. O número de acidentes do tipo os envolvendo totalizou 21 no ano passado, alta de 11 em comparação a 2017.

Na costa da cidade de Awaji (Hyogo) em agosto do ano passado, uma banana boat sendo puxada por uma moto aquática foi atingida por outra moto aquática. Um dos passageiros da banana boat morreu, e cinco outros ficaram feridos.

Em agosto de 2015, uma boia em formato de sofá puxada por uma moto aquática atingiu uma plataforma usada para cultivo de ostras na costa de Itoshima (Fukushima) e todas as quatro pessoas na boia sofreram ferimentos.

Cerca de 30 por cento dos 454 acidentes aconteceram em lagos e rios, incluindo 61 no Biwako (Shiga). Outros 19 ocorreram no Lago Inawashiro (Fukushima) e 14 no Rio Sagami (Kanagawa).

Um oficial do conselho pediu por operação segura de veículos aquáticos, apontando que grande parte dos acidentes envolveu motos aquáticas sendo puxadas muito perto de outras embarcações ou viajando em alta velocidade.

Fonte: Kyodo

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Vendas de carros japoneses na Coreia do Sul diminuem enquanto guerra comercial se intensifica

Publicado em 5 de agosto de 2019, em Ásia

Dados da indústria mostram que as vendas da Toyota diminuíram 32% ante o ano anterior, enquanto as da Honda caíram 34% na Coreia do Sul.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Homem sul-coreano destruindo seu carro de fabricação japonesa em protesto (BBC)

As vendas de carros japoneses na Coreia do Sul caíram de forma acentuada em julho, enquanto um conflito amargo entre os dois países provocou uma reação negativa dos consumidores.

Publicidade

Dados da indústria mostram que as vendas da Toyota diminuíram 32% ante o ano anterior, enquanto as da Honda caíram 34%.

Os sul-coreanos vêm boicotando produtos japoneses após Tóquio ter imposto em julho restrições de exportações sobre materiais de alta tecnologia que a Coreia do Sul depende para produzir semicondutores e telas para sua crescente indústria de eletrônicos.

O conflito esquentou na semana passada quando o Japão disse que removeria a Coreia do Sul de sua lista de parceiros comerciais de confiança.

A medida de tirar a Coreia do Sul da chamada “lista branca” foi recebida com irritação e ameaças de retaliação.

Tóquio já havia endurecido os controles sobre principais produtos de exportação, espalhando temores de riscos ao setor de eletrônicos global.

Sul-coreanos estão boicotando produtos Made in Japan (NHK)

Na segunda-feira (5), o governo sul-coreano apresentou planos para investir cerca de $6,5 bilhões para tentar desenvolver produtos e materiais que atualmente o país compra do Japão.

“Queremos transformar a crise em uma oportunidade para a indústria de materiais, peças e equipamentos”, disse o ministro da indústria sul-coreano Sung Yun-mo aos repórteres.

Entretanto as medidas, as quais Tóquio disse terem base em preocupações de segurança nacional, levaram os sul-coreanos a boicotar produtos japoneses e serviços, incluindo carros, cerveja e viagens turísticas.

“Visitas a showrooms estão diminuindo enquanto consumidores estão adiando a assinatura de contratos”, disse um oficial da Honda Korea ao Reuters, após a divulgação dos dados de vendas de julho da Korea Automobile Importers & Distributors Association.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância