Caravana multilíngue de apoio aos estrangeiros em Shiga

O governo da província de Shiga iniciou atividades para dar suporte aos estrangeiros residentes, preocupados com a vida diante do efeito coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Brasileiro que fala português e espanhol faz atendimento na caravana (Chunichi Shimbun)

O governo da província de Shiga, em parceria com a Associação Internacional, iniciou atividades para dar suporte aos residentes estrangeiros diante do efeito coronavírus, organizando caravana multilíngue.

Publicidade

Atualmente são mais de 33 mil estrangeiros, de diversos países, vivendo em Shiga, com maioria de brasileiros, chineses e vietnamitas. 

A primeira cidade a ser visitada pela Mimi Taro Caravan Corp foi Koka, onde são cerca de 3,7 mil residentes estrangeiros, na quinta-feira (4). 

Mulheres brasileiras e peruanas estiveram na prefeitura para obter informações nos respectivos idiomas, sobre os benefícios e sistema de apoio à criança (Jidoteate).

A caravana atende em 5 idiomas para os estrangeiros que não sabem ler e escrever em japonês, para fornecer informações e auxílio nos procedimentos. 

Essa iniciativa será realizada em toda a província até o final de fevereiro do próximo ano, nas cidades com maior número de estrangeiros. As consultas são oferecidas em português, espanhol, tagalog, vietnamita e inglês.

Fontes: Chunichi e FNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Pesquisa indica baixo conhecimento do idioma japonês entre estrangeiros de Hamamatsu

Publicado em 5 de junho de 2020, em Sociedade

Não é a primeira vez que essa pesquisa é realizada, cujos resultados apontam baixo conhecimento da língua japonesa entre os residentes nikkeis.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Estudantes (Good Free Photos)

A prefeitura da cidade de Hamamatsu (Shizuoka) realizou uma pesquisa entre os residentes estrangeiros, com amostragem de 427 pessoas.

Publicidade

O número de residentes estrangeiros no país, aumentou desde que entrou em vigor a Lei de Imigração e Refugiados, em 1990. São os descendentes de japoneses vindos do Brasil, Peru e outros. 

O resultado da pesquisa indicou que o nível de conhecimento do idioma japonês entre esses nikkeis é inferior aos dos estagiários técnicos. Esses últimos recebem nos seus países de origem aulas do idioma e costumes, portanto, a habilidade com a língua é maior. 

A análise aponta que os nikkeis vivem no Japão sem a oportunidade de aprender ou desenvolver o idioma, comparando com os estagiários técnicos que recebem treinamento antecipado antes de entrarem no país. Diante dessas circunstâncias, a prefeitura considera a necessidade de fornecer educação pública da língua japonesa. 

Mais da metade dos estrangeiros que trabalham na cidade são brasileiros com ascendência japonesa e filipinos.

Fonte: Tokyo Shimbun

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância