Estado de emergência em Kanto afeta economia de Tokai

Foi o que declararam os presidentes de 4 organizações econômicas da grande região Chubu.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Presidentes de 4 organizações econômicas de Chubu em coletiva de imprensa (CBC TV)

Em relação à declaração do estado de emergência, emitida na quinta (7), com início na sexta-feira (8), os presidentes das quatro organizações econômicas da região Chubu, deram uma coletiva de imprensa em Nagoia (Aichi).  

Publicidade

Embora tenham demonstrado compreensão para essa medida, diante da situação da disseminação da infecção pelo novo coronavírus, não puderam evitar comentários sobre o impacto na economia. 

“Chegamos a um estado inevitável”, disse Ado Yamamoto, presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Nagoia. Apelou ao governo do país e aos locais para suporte, principalmente nas indústrias de alimentos e bebidas. 

Yamamoto apontou que o choque da palavra estado de emergência é grande. “Estamos certos do grande impacto na economia, não só de Kanto, mas também da região Chubu”, disse.  

Akihisa Mizuno, presidente da Federação Econômica de Chubu, enfatizou que é necessário implementar minuciosamente o trabalho escalonado e o home office. “Vamos buscar ainda um equilíbrio entre a prevenção da infecção com as atividades econômicas”, disse.  Também reforçou a importância do apoio do governo para as indústrias de alimentos, bebidas e turismo. 

A queda de consumo nas lojas de conveniência de Kanto nesse período é uma das preocupações também, apontou Atsuo Morita, o secretário representante da Chubu Keizai Doyukai. Também enfatizou a questão dos trabalhadores de meio período e os não regulares, como os estudantes, que poderão ser afetados. 

Nobuaki Kato, presidente da Associação dos Gestores de Chubu, disse que “gostaria que fossem tomadas medidas para estabilizar o emprego, para não ocorrer cortes dos não regulares e promover a contratação de novos graduados”.

A região Chubu é composta de 9 províncias: Aichi, Gifu, Shizuoka, Nagano, Fukui, Ishikawa, Toyama, Niigata e Yamanashi. E a região Tokai, de 4, sendo Aichi, Gifu, Mie e Shizuoka.

Mapa da região Chubu (Mapio)

Fontes: CBC TV e Chunichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Amazon compra seus primeiros aviões para expandir rede aérea

Publicado em 8 de janeiro de 2021, em Notícias do Mundo

Especialistas dizem que comprar suas próprias aeronaves permitirá à Amazon se tornar uma competidora credível em logística.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Amazon Air – anteriormente chamada Prime Air – aluga aviões desde 2016 (Wikimedia/Nathan Coats)

A Amazon comprou sua primeira frota de aviões, já que ela expande sua crescente rede de carga aérea.

Publicidade

Os adicionais 11 Boeings 767-300 “dariam suporte à crescente base de clientes da Amazon”, disse.

A primeira operação aérea da Amazon foi lançada em 2016, mas aviões anteriores foram alugados.

Especialistas dizem que comprar suas próprias aeronaves permitirá à Amazon se tornar uma competidora credível em logística.

Preços de aeronaves caíram ao longo do último ano porque a demanda diminuiu em meio a lockdowns globais.

A Amazon anunciou que havia comprado 11 Boeings 767-300 usados das companhias aéreas Delta e WestJet, as quais enfrentam dificuldades financeiras.

“Nossa meta é continuar fazendo entregas para nossos clientes nos EUA da maneira que eles esperam da Amazon, e comprar nossas próprias aeronaves é um próximo passo natural na direção desse objetivo”, disse Sarah Rhoads, vice-presidente da Amazon Global Air.

“Tendo uma mistura de aeronaves alugadas e compradas em nossa frota crescente nos permite administrar melhor nossas operações, o que em troca nos ajuda a manter o ritmo em atender nossos clientes”.

Um relatório da Universidade DePaul de Chicago estimou no ano passado que a frota da Amazon provavelmente cresceria para 200 aeronaves até 2028.

“Em uma época quando muitas outras companhias aéreas estão encolhendo devido à pandemia, o esforço da Amazon para entregas em domicílio mais rápidas e baratas está avançando para um cronograma ambicioso”, disse o relatório.

A expansão robusta da Amazon Air a torna uma das maiores histórias na indústria de carga aérea em anos”.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência