China fará teste de covid-19 em milhões de pessoas antes das Olimpíadas de Inverno

Os Jogos de Inverno devem começar em 4 de fevereiro e autoridades chinesas estão tomando medidas extremamente cuidadosas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Cidadãos na China estã sendo submetidos a testes de covid-19 repetidamente (ilustrativa/banco de imagens)

A China está tentando afastar quaisquer surtos de coronavírus ao submeter seus cidadãos a testes em massa repetidamente, antes de fãs começarem a chegar para as Olimpíadas de Inverno no mês que vem.

Publicidade

O distrito de Fengtai de Pequim anunciou faria testes em sua população de 2 milhões de pessoas na terça-feira (25), sendo a terceira vez que os residentes da capital são testados desde o último fim de semana.

Os Jogos de Inverno devem começar em 4 de fevereiro e autoridades estão tomando medidas extremamente cuidadosas para garantir que a covid-19 não estrague quaisquer planos.

Qualquer um na China que comprar remédio para dor de cabeça, febre ou resfriado será forçado a fazer teste de covid-19 dentro de 72 horas após isso.

Alguns comentaram no post da mídia social do governo para se queixar que eles teriam que fazer fila para teste em temperaturas diurnas congelantes.

Uma mulher disse que foi solicitada a fazer o teste para o coronavírus duas vezes em dois dias.

Outros disseram que seus dias de trabalho estavam sendo interrompidos pelos testes frequentes.  

O governo chinês tem uma abordagem zero-covid para combater a pandemia, acreditando que qualquer surto, não importa o quão pequeno seja, deve ser afastado com lockdowns, testes em massa e restrições de viagem.

Fonte: Metro UK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Taxa de vacinação de reforço no Japão está baixa

Publicado em 27 de janeiro de 2022, em Sociedade

O Japão planeja administrar reforços a 14,7 milhões de pessoas até o fim deste mês, devido ao aumento de casos da ômicron.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Japão planeja administrar reforços a cerca de 14,7 milhões de pessoas até o fim deste mês (ilustrativa/banco de imagens)

A proporção de pessoas no Japão que recebeu doses de reforços de vacina contra coronavírus se mantém a cerca de 20% entre aqueles elegíveis para as imunizações.

Publicidade

O Japão planeja administrar reforços a cerca de 14,7 milhões de pessoas até o fim deste mês, visto que as infecções pela variante ômicron estão aumentando.

O número inclui cerca de 5,76 milhões de profissionais da saúde, 6,5 milhões de idosos e 24,4 milhões de pessoas de risco com idade abaixo de 64 anos.

Registros de vacinação mostram que desde 25 de janeiro somente 19,7% delas havia recebido uma terceira dose.

Funcionários do Ministério da Saúde dizem que a baixa porcentagem se deve aos atrasos das preparações pelos municípios, dizendo que algumas pessoas ainda não receberam os cupons de vacinação.

Alguns municípios reportam que a maioria das pessoas solicita a vacina da Pfizer para suas terceiras doses, enquanto reservas para o imunizante da Moderna continuam vazias.

O ministério está preocupado que a desproporção poderia atrasar ainda mais a administração de doses de reforço.

Ele planeja colocar mais esforços para notificar o público sobre a segurança e eficácia de tomar uma vacina diferente para suas doses de reforço.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância