Vendas de motos no Japão aumentam em meio à pandemia

Preocupações com a propagação do coronavírus aumentaram a demanda por veículos pessoais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Associação de Fabricantes de Automóveis do Japão diz que 378.720 motos foram vendidas no país no ano passado (NHK)

As vendas de motos no Japão registraram seu primeiro maior aumento anual em 2021. Isso ocorreu porque pessoas buscaram um meio de transporte que evitava multidões em meio à pandemia de coronavírus.

Publicidade

A Associação de Fabricantes de Automóveis do Japão diz que 378.720 motos foram vendidas no país no ano passado, um aumento de 15% de 2020.

Preocupações com a propagação do coronavírus aumentaram a demanda por veículos pessoais.

Uma loja de motos em Tóquio viu suas vendas aumentarem em cerca de 10%.

Funcionários dizem que as pessoas mudaram seu método de ir ao trabalho de transporte público para motos, ou queriam desfrutar de lazer ao ar livre.

O gerente da loja disse que está satisfeito com o fato de motos estarem tendo atenção renovada, mas também tem a preocupação de que não conseguirá oferecer aos clientes o que eles querem.

Ele disse que a escassez no fornecimento de motos é extremamente séria em uma época quando há tantas pessoas que querem comprar uma e que alguns de seus clientes precisam aguardar por meses, ou mesmo um ano até que as motos sejam entregues.

A produção de motos está com dificuldades para manter a demanda desde meados do ano passado, principalmente devido à falta de componentes.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Fortuna dos 10 homens mais ricos do mundo dobrou durante a pandemia

Publicado em 17 de janeiro de 2022, em Notícias do Mundo

A fortuna coletiva dos 10 homens mais ricos do mundo dobrou desde março de 2020, disse a Oxfam.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Elon Musk, chefe da Tesla e Space X, é um dos 10 homens mais ricos do mundo (banco de imagens)

A pandemia deixou os homens mais ricos do mundo ainda mais afortunados, mas fez com que um número maior de pessoas vivesse na pobreza, de acordo com o órgão de caridade Oxfam.

Publicidade

Salários menores para os mais pobres do mundo contribuíram para a morte de 21 mil pessoas a cada dia, afirma seu relatório.

Entretanto, a fortuna coletiva dos 10 homens mais ricos do mundo dobrou desde março de 2020, disse a Oxfam.

“Neste ano, o que está acontecendo é fora de escala”, disse Danny Sriskandarajah, chefe executivo da Oxfam.

Houve um novo bilionário criado quase que todos os dias durante a pandemia, enquanto isso, 99% da população mundial está em situação pior devido a lockdowns, baixo comércio internacional, menos turismo, e como resultado disso, 160 milhões de pessoas mais estão vivendo na pobreza”.

De acordo com os números da Forbes citados pela Oxfam, os 10 homens mais ricos do mundo são: Elon Musk, chefe da Tesla e Space X, Jeff Bezos da Amazon os fundadores da Google, Larry Page e Sergey Bin, Marck Zuckerberg do Facebook, os ex-CEOs da Microsoft Bill Gates e Steve Ballmer, ex-CEO da Oracle Larry Ellison, o investidor dos EUA, Warren Buffet e chefe do grupo de luxo francês LVMH Bernard Arnault.

Coletivamente, suas fortunas cresceram de US$700 bilhões para US$1,5 trilhão, sendo que a de Elon Musk aumentou em mais de 1.000%.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância