Quinta-feira: 70 mil novos casos

Nas 47 províncias do Japão e nos aeroportos o total de pessoas com resultado positivo foi de mais de 70 mil.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

O país teve 70.348 testados positivo para o coronavírus na quinta-feira (3), um pouco menos que no dia anterior.

Publicidade

Em Tóquio os números diários continuam sem perspectiva de diminuir e nesse dia o total foi de 12.251. Nas demais províncias se percebe uma leve queda. Foram 7.749 em Osaka, 7.192 em Kanagawa, 4.808 em Aichi, 4.741 em Saitama, 4.004 em Chiba, 3.843 em Hyogo, 3.035 em Fukuoka e 2.035 em Hokkaido.

Foram 1.588 em Shizuoka, 1.519 em Ibaraki, 919 em Shiga, 652 em Mie, 635 em Gunma, 626 em Gifu, 365 em Nagano, 335 em Fukui e 100 em Shimane, além de outras.

O número de óbitos foi elevado, de 255 em 32 províncias, sendo 40 em Osaka, 28 em Tóquio, 27 em Hyogo e em Aichi, 21 em Chiba e em Kanagawa, 12 em Fukuoka, 11 em Saitama, 10 em Hokkaido, 9 em Quioto, 7 em Tochigi, 5 em Hiroshima, 4 em Shiga e em outras.

Estão em tratamento 775.791 pacientes, sendo que desse total 1.418 estão em estado grave.

Em contrapartida, 4.421.588 de pessoas se recuperaram da covid.

Na terça-feira (1.º) foram realizados 98.231 testes PCR.

Veja os dados do total de pessoas testadas positivo por província.  

REGIÃO PROVÍNCIA TOTAL
Hokkaido 2.305
Tohoku Aomori 545
Iwate 339
Miyagi 659
Akita 236
Yamagata 224
Fukushima 339
Kanto Ibaraki 1.519
Tochigi 598
Gunma 635
Saitama 4.471
Chiba 4.004
Tóquio 12.251
Kanagawa 7.192
Hokuriku Niigata 397
Toyama 512
Ishikawa 555
Fukui 335
Koshin Yamanashi 261
Nagano 365
Tokai Gifu 626
Shizuoka 1.588
Aichi 4.808
Mie 652
Kinki Shiga 919
Quioto 1.600
Osaka 7.749
Hyogo 3.483
Nara 1.279
Wakayama 231
Chugoku Tottori 145
Shimane 100
Okayama 625
Hiroshima 762
Yamaguchi 270
Shikoku Tokushima 324
Kagawa 424
Ehime 281
Kochi 243
Kyushu Fukuoka 3.035
Saga 374
Nagasaki 345
Kumamoto 629
Oita 346
Miyazaki 308
Kagoshima 401
Okinawa 996
Aeroportos 63
TOTAL GERAL 70.348
Fontes: News Digest e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Ucrânia convida mães de soldados russos capturados a virem buscá-los em Kiev

Publicado em 3 de março de 2022, em Sociedade

Em uma aparente tentativa de envergonhar Moscou, o Ministério da Defesa ucraniano convidou mães de soldados russos capturados a virem buscá-los em Kiev.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Ucrânia convidou mães a virem “coletar” seus filhos, soldados russos capturados durante batalha.

Em uma aparente tentativa de envergonhar Moscou, o Ministério da Defesa ucraniano disse, “uma decisão foi tomada para entregar soldados russos capturados as suas mães se elas virem buscá-los na Ucrânia, em Kiev”.

O site de notícias Kyiv Independent divulga que civis ucranianos estão oferecendo chá e comida aos russos capturados e permitindo que eles liguem para suas mães por video chat.

Isso ocorre após a vice-primeira-ministra da Ucrânia, Iryna Vereshchuk, ter pedido à Cruz Vermelha Internacional que ajudasse a repatriar corpos de soldados russos.

“Há milhares de corpos de invasores. É uma necessidade humanitária”, disse ela.

Na semana passada, um pelotão de soldados russos que se renderam afirmaram que não estavam cientes de que haviam sido enviados para matar, de acordo com o exército ucraniano.

Em uma declaração divulgada na quinta-feira (24), o comandante do pelotão afirmou que só soube da invasão um dia antes e acreditava que eles iam voltar para casa.

De acordo com uma citação atribuída ao comandante, chamado Konstantin Buynichev, ele disse, “Ninguém achava que estávamos indo para matar. Não estávamos indo para lutar. Estávamos coletando informações”.

As afirmações foram reiteradas pela embaixadora da Ucrânia nos EUA, Oksana Marakarova, em uma coletiva de imprensa em Washington, na quinta-feira.

Fonte: Metro UK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância