Ucrânia deixa a defesa para contra-ataque à invasão russa: ‘vocês se tornaram nossos alvos número um’

O Conselho de Segurança da Ucrânia alertou que os russos podem usar a tecnologia deepfake para compor um vídeo falso do presidente da Ucrânia. Alerta a população para não acreditar na rendição do país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Cidade devastada e artilharias russas abatidas (Estado-Maior General das Forças Armadas da Ucrânia)

A Ucrânia já está no 8.º dia da invasão russa na quinta-feira (3). O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que lançou uma operação militar na região de Donbass, na Ucrânia, no dia anterior. Na realidade, foi uma invasão em grande escala, destruidora. 

Publicidade

Até quarta-feira, estima-se que 2 mil civis ucranianos morreram, incluindo crianças, alvo dos militares russos. Por outro lado, pela primeira vez o Kremlin admite ter perdido 498 de seus homens no ataque e que 1.597 estão feridos. Mas, a Ucrânia afirma que mais de 5 mil militares russos foram mortos em combate.

Recado da Ucrânia para a Rússia: cada capturado será morto como um porco

A Unidade de Operações Especiais das Forças Armadas da Ucrânia anunciou que não fará mais prisioneiros os artilheiros russos. Em uma mensagem assustadora para os russos, a informação é de que cada soldado da artilharia será “entalhado como um porco”. 

“Parabéns, pessoal! Depois que vocês não mostraram misericórdia, atacando nossas cidades pacíficas, matando nossos filhos e entes queridos, vocês se tornaram nossos alvos número um“, diz a mensagem publicada no Facebook para os russos.

Ligue para sua mãe e diga que você vai morrer em breve

As forças especiais ucranianas afirmam que os artilheiros russos atacam à distância, não vêem suas vítimas e não se importam. “Mas nós já sabemos quem você é. Temos informações completas sobre você. Não há mais misericórdia. Ligue para sua mãe e diga que você vai morrer em breve. Estamos chegando, e somos piores que a morte“, diz o recado.

O Ministério da Defesa da Ucrânia informou que as forças de ocupação russas violam as normas do direito internacional humanitário ao saquear e matar a população local, incluindo crianças. 

O Conselho de Segurança e Defesa do Estado da Ucrânia alertou que os russos podem usar a tecnologia deepfake para compor um vídeo falso do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, supostamente anunciando a rendição da Ucrânia à Rússia. O governo ucraniano pediu aos ucranianos que não acreditem se virem esse vídeo, pois a Ucrânia nunca se renderia.

Ataques da Rússia não param

O exército ucraniano libertou a vila Makariv de Kyiv Oblast e neutralizou o grupo de desembarque que tentou desembarcar perto da cidade de Mykolayiv, na quarta-feira.

Aeronave russa abatida (Estado-Maior General das Forças Armadas da Ucrânia)

Em Kiev, um míssil russo atingiu a passarela subterrânea ao lado da Estação Ferroviária Pivdenny, não muito longe da Estação Ferroviária Central de Kiev, onde milhares de pessoas aguardavam os trens de evacuação. Nenhuma vítima foi relatada até o momento. O foguete atingiu o principal tubo de aquecimento, informou o conselheiro do ministro do Interior, Anton Herashchenko. Parte de Kiev pode ficar sem aquecimento central.

Na quinta-feira a Unidade de Operações Especiais das Forças Armadas da Ucrânia informou que “no oitavo dia de confronto heróico do povo ucraniano à invasão militar russa continua”.

“Tropas de ocupação russa avançam, sem sucesso em quase todas as direções e conseguiram mais uma vez aplicar as táticas de bombardeamento noturno em bairros residenciais das grandes cidades. As Forças Armadas da Ucrânia continuam firmes defendendo fronteiras definidas, contra-atacando e bloqueando as forças dos ocupantes em diferentes direções”, afirmou em um post no Facebook.

Veículo russo abatido (Estado-Maior General das Forças Armadas da Ucrânia)

Assista a um vídeo publicado pelo Serviço de Segurança da Ucrânia de um soldado russo capturado, o qual relata que teve o telefone celular e documentos retidos e o enviaram para o combate, com suprimentos para apenas 3 dias. Conta que é uma guerra, matando todos os que encontra à frente, até ser capturado e tratado pelos ucranianos.

Fontes: The New Voice e órgãos de segurança da Ucrânia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

China pediu que Rússia adiasse invasão da Ucrânia até depois das Olimpíadas

Publicado em 3 de março de 2022, em Notícias do Mundo

Autoridades dos EUA veem o relatório amplamente como credível, mas seus detalhes estão abertos a interpretação.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Nas imagens, o presidente russo Vladimir Putin e seu homólogo Xi Jinping (banco de imagens)

Um relatório de inteligência ocidental indicou que autoridades chinesas, no início de fevereiro, pediram a altos funcionários russos que esperassem até depois das Olimpíadas de Pequim antes de começar uma invasão da Ucrânia, disseram os EUA na quarta-feira (2).

Publicidade

Autoridades dos EUA veem o relatório amplamente como credível, mas seus detalhes estão abertos a interpretação, de acordo com uma fonte junto à inteligência.

Embora o pedido tenha sido feito na época quando o presidente Vladimir Putin visitou Pequim para a cerimônia de abertura das Olimpíadas – onde ele se encontrou com seu homólogo Xi Jinping – não está claro no relatório se Putin endereçou o assunto diretamente com Xi, disse a fonte.

O jornal New York Times foi o primeiro a divulgar a existência do relatório.

Oficiais da inteligência ocidental observaram atentamente o acúmulo de tropas de Putin na fronteira ucraniana na época e haviam antecipado que ele poderia adiar qualquer ação militar até após as Olimpíadas para evitar enfurecer a China.

Após o encontro de Putin e Xi nos bastidores dos Jogos, Moscou e Pequim emitiram uma declaração conjunta dizendo que suas parcerias “não tinham limites” e condenaram a expansão da OTAN – um pilar fundamental na justificativa de Putin para atacar a Ucrânia.

A declaração aumentou as preocupações do Ocidente sobre uma aliança em desenvolvimento entre a China e a Rússia.

“As afirmações mencionadas nos relatórios relevantes são especulações sem qualquer base e destinadas a transferir a culpa e difamar a China”, disse o porta-voz para a embaixada chinesa em Washington, Liu Pengyu.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância