Ucrânia diz que mais de 2 mil civis foram mortos pelas forças russas

Mais de 2 mil civis morreram em invasão russa, diz serviço de emergência da Ucrânia. Nações Unidas reportam número bem menor.

Ilustrativa (banco de imagens)

Mais de 2 mil civis ucranianos foram mortos até agora durante a invasão russa em andamento, disse o Serviço de Estado de Emergência da Ucrânia – SEEU- na quarta-feira (2).

Publicidade

“Mais de 2 mil ucranianos morreram, sem contar nossos defensores”, disse o serviço em uma declaração.

Crianças, mulheres e nossas forças de defesa estão perdendo suas vidas a cada hora”, acrescentou a declaração.

De acordo com o serviço, certas infraestruturas de transporte, casas, hospitais e jardins de infância foram “destruídos” por forças russas nos últimos 7 dias.

Enquanto isso, o número das Nações Unidas de mortes de civis reportada é bem menor do que “os mais de 2 mil”, embora a organização tenha advertido que o número real é provavelmente “bem maior”.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos disse na terça-feira (1º) que mais de 500 vítimas civis haviam sido reportadas na Ucrânia pela organização – incluindo pelo menos 136 civis mortos e 400 civis feridos.

“A maioria dessas fatalidades foram causadas pelo uso de armas explosivas com uma ampla área de impacto, incluindo o bombardeio a partir de artilharia pesada e vários sistemas de lançamentos de mísseis e ataques aéreos”, disse o escritório das Nações Unidas em uma declaração na terça-feira.

“Essas são apenas as fatalidades que conseguimos verificar, e o número real é provavelmente bem maior”.

Fonte: CNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Honda suspende exportações para a Rússia

Publicado em 3 de março de 2022, em Sociedade

A companhia cita o impacto de sanções econômicas contra a Rússia por invasão da Ucrânia.

A Honda diz que envios por mar estão difíceis devido à turbulência logística (banco de imagens)

De acordo com reportagem da NHK, a Honda Motor planeja suspender temporariamente as exportações de seus carros e motos para a Rússia.

Publicidade

A companhia cita o impacto de sanções econômicas contra a Rússia por sua invasão da Ucrânia.

A Honda não tem fábricas na Rússia, mas anualmente vende cerca de 1,5 mil SUVs no país que são produzidos nos EUA.

A montadora exporta para a Rússia motos fabricadas no Japão, Tailândia e outros centros de produção.

A Honda diz que envios por mar estão difíceis devido à turbulência logística causada pelas sanções econômicas. Funcionários da companhia estão levando em conta a possibilidade de dificuldades com pagamentos e coleta de fundos.

Enquanto isso, a Mitsubishi Motors indicou que poderia suspender a produção em sua planta na Rússia, devido a interrupções de logística.

A Toyota, Nissan e Mazda estão mantendo suas linhas de produção na Rússia funcionando, mas dizem que vão monitorar de perto a situação.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!