Parte das roupas de outono-inverno da Uniqlo ficarão mais caras

Alguns tecidos e materiais usados para a confecção tiveram aumento no custo de compra e, em consequência, no preço final dos produtos oferecidos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Placa de uma das lojas Uniqlo (ANN)

As confecções que usam tecnologia própria como HeatTech da Uniqlo, além do fleece – tecido feito com fibras de poliéster, macio, leve e que aquece o corpo – e outros, custarão mais na próxima estação, outono-inverno, a serem lançadas em agosto deste ano. 

Publicidade

As peças quentinhas de fleece que custam atualmente ¥1.990 terão aumento de mil ienes, de uma só vez. As jaquetas Ultra Light Down, de plumas, que custam 5.990 também terão aumento de mil ienes. As linhas da série própria HeatTech Ultra Warm com o preço atual de 1.990 passará a custar 2.990 ienes. 

E o sofisticado suéter de cashmere passará de 8.990 para 9.990 ienes. Todos esses preços já estão com imposto incluído.

Jaqueta Ultra Light Down e jaquetinha de fleece para criança (HP)

“Fizemos esforços corporativos, mas tivemos que aumentar os preços“, declarou um porta-voz da Uniqlo.

Em abril, Tadashi Yanai, fundador e presidente da Fast Retailing, operadora da Uniqlo, disse que “os preços das matérias-primas dobraram e em casos terríveis até triplicaram. É impossível vendê-las ao preço atual”.

Entrevistados das reportagens disseram que vão adquirir algumas peças antes do aumento.

Fontes: ANN e FNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Infecções passando de animais para humanos estão se tornando mais frequentes

Publicado em 8 de junho de 2022, em Notícias do Mundo

Surtos de varíola dos macacos e febre de Lassa estão se tornando mais frequentes.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem em 3D do vírus da febre de Lassa (banco de imagens)

Surtos de doenças endêmicas, como a varíola dos macacos e a febre de Lassa, estão se tornando mais frequentes, disse o diretor de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan.

Publicidade

Como a mudança climática contribui para condições meteorológicas oscilantes como seca, animais e humanos estão mudando seus comportamentos, incluindo hábitos de procura por comida. Como resultado, doenças de “fragilidade ecológica” que tipicamente circulam em animais estão cada vez mais passando para humanos, disse ele.

Por exemplo, há uma tendência crescente de casos de febre de Lassa, uma doença viral aguda que é propagada por roedores endêmica na África, disse ele.

“Costumávamos ter de 3 a 5 anos entre surtos de ebola pelo menos, agora é uma sorte se tivermos 3 a 5 meses”, acrescentou.

Seus comentários ocorrem com o aumento contínuo nos casos de varíola dos macacos fora da África, onde o patógeno é endêmico.

Enquanto isso, embora casos de covid-19 estejam diminuindo globalmente, há regiões como as Américas com tendências preocupantes, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência