Condenados à morte processam governo japonês contra execuções por enforcamento

Atualmente, o enforcamento é o único modo de execução sob o código penal do Japão.

Ilustrativa (banco de imagens)

Três prisioneiros condenados à morte no Japão estão levando o governo para o tribunal, visto que eles lutam para encerrar a prática de execução por enforcamento.

Publicidade

Os condenados argumentam que o enforcamento, atualmente o único modo de execução no país, é desumano.

Eles também estão buscando ¥33 milhões (US$238 mil) em compensação por estresse psicológico.

Os prisioneiros dizem que viver em pânico da morte por muitos anos levou a uma “agonia mental”, de acordo com a agência de notícias Kyodo.

O Ministério da Justiça disse que não pode comentar sobre a queixa, visto que ainda não a recebeu.

O advogado dos prisioneiros, Kyoji Mizutani, disse que tem a esperança de que o processo inicie uma conversa sobre o futuro da pena capital no Japão.

Atualmente, os prisioneiros são notificados apenas horas antes que serão executados, algo que o governo diz ser destinado a evitar que eles sofram.

Grupos de direitos humanos criticam há muito tempo a prática de enforcamento, dizendo que ela afeta a saúde mental dos prisioneiros, mas o governo apontou a altos níveis de apoio público para pena capital.

Em uma pesquisa de opinião com mais de 1,5 mil pessoas realizada pelo Escritório do Gabinete no fim de 2019 descobriu que 80% dos entrevistados apoiavam a prática.

Atualmente, há mais de 100 pessoas no corredor da morte no Japão.

Fonte: BBC

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Maioria das montadoras japonesas registrou aumento de produção em outubro

Publicado em 30 de novembro de 2022, em Sociedade

Oito principais montadoras divulgaram números de produção global na terça-feira (29).

A Toyota registrou aumento de 23% na produção (banco de imagens)

Grande parte das montadoras japonesas registrou números sólidos de produção para outubro, visto que elas se recuperaram de problemas na rede de fornecimento. Contudo, elas estão preocupadas com o impacto da política “zero Covid” da China.

Publicidade

Oito principais montadoras divulgaram números de produção global na terça-feira (29). Seis registraram crescimento de produção em comparação ao mesmo mês do ano passado, enquanto duas tiveram uma contração.

A produção da Mazda aumentou 70,4%, a Subaru desfrutou de um aumento de 43,1% e a Daihatsu produziu 30,5% mais veículos. A Toyota teve aumento de 23%, a Suzuki registrou aumento de 14,1% e a Honda gerou um ganho de 1,1%.

A recuperação ocorre após interrupções a fornecimentos de peças em outubro do ano passado quando o coronavírus se espalhou pelo Sudeste Asiático.

Algumas montadoras ainda enfrentam desafios. A Mitsubishi teve uma queda de 17,6% na produção em comparação há 1 ano, e a Nissan em 2,4%. Ambas culpam o escasso fornecimento de semicondutores, dentre outros problemas.

Algumas companhias também começaram a sentir o impacto de lockdowns e de outras restrições sob a polícia “zero Covid” da China.

A Honda suspendeu operações em sua fábrica na cidade de Wuhan desde a segunda-feira (28), enquanto a Toyota paralisou parte da produção na China.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros